De norte a sul: conheça as oito regiões do Japão

De norte a sul, apesar de ser um único país, as oito regiões do Japão possuem características culturais, linguísticas e sociais diferentes.

Conheça cada uma das oito regiões do Japão, suas prefeituras, paisagens, dialetos e população.

As regiões do Japão

O Japão é uma cadeia de ilhas que abriga 127 milhões de pessoas e que de longe pode parecer um país uniforme, mas de perto nota-se enormes diferenças, na cultura, na língua e na sociedade, de uma região para outra.

Politicamente, o país está dividido em 47 prefeituras onde cada prefeitura pertence a uma região. As regiões estão reunidas conforme o clima, as características geográficas, a cultura, os alimentos e os dialetos.

Conheça as principais características das oito regiões do Japão, de norte a sul.

1 – Hokkaido

Hokkaido é uma grande ilha ao norte do Japão, com uma vasta área de fazendas, montanhas, cidades pequenas e cidades como Sapporo e Asahikawa que surpreendentemente possuem uma intensa vida noturna.

A população de Hokkaido é de cerca de 5,5 milhões de pessoas.

2 – Tohoku

Tohoku fica no norte da principal ilha do Japão e inclui seis prefeituras: Akita, Aomori, Fukushima, Iwate, Miyagi e Yamagata.

Tohoku possui a fama de região gelada, mas seus verões são quentes. Sua população é de mais de 9 milhões de pessoas, incluindo várias grandes cidades, como Sendai e Morioka.

Tohoku tem um dialeto do japonês conhecido como Tohoku-ben que é forte, o suficiente para tornar a comunicação um pouco difícil para as pessoas de outras regiões, como Tóquio.

O Tohoku-ben fica mais acentuado conforme mais se aproxima das áreas rurais. Muitas pessoas dessas regiões se intimidam ao usarem o dialeto fora de sua cidade natal, porque possuem o estigma de serem do campo.

Tohoku é conhecido por seus esportes de inverno, o matsuri (festivais), a hospitalidade e a excelente comida.

3 – Kanto

Kanto é uma região bem populosa, com cerca de 43 milhões de pessoas e centrada em torno de Tóquio.

Kanto inclui Tóquio, Kanagawa, Chiba, Saitama, Ibaraki, Tochigi e Gunma. Boa parte da região é um gigantesco bloco único de área urbana conhecida como Grande Tóquio.

Ao contrário de outras regiões do Japão, poucas pessoas se identificam como sendo de Kanto, elas preferem identificar-se como sendo de Tóquio, Yokohama ou Saitama.

Kanto é um local gigantesco com infinitos roteiros, vida noturna e templos.

4 – Chubu

Chubu é composta por muitas prefeituras, bem ao centro do Japão, entre Kyoto e Tóquio.

As prefeituras de Chubu são Aichi, Gifu, Ishikawa, Nagano, Niigata, Shizuoka, Toyama e Yamanashi.

Rio Azusa, Nagano

A região de Chubu possui as áreas mais montanhosas do Japão, incluindo o Monte Fuji e Nagoya, a quarta maior cidade do país.

A população da região de Chubu é de cerca de 22 milhões.

5 – Kansai

Kansai também é uma região de 22 milhões de pessoas, onde estão as cidades de Osaka, Kyoto e Kobe, que formam uma área urbana bem concentrada.

A região de Kansai tem um dialeto da língua japonesa conhecido como Kansai-ben e seus habitantes encaram as frases das pessoas de Tóquio como engraçadas. É bastante conhecida a rivalidade entre Kansai e Kanto, pois ela já vem de séculos.

Outra palavra utilizada para se referir à região de Kansai é Kinki, e este era o termo mais comum para esta região no passado. Nos últimos anos, tem sido minimizado porque a sua pronúncia faz os falantes de Inglês rirem.

Castelo de Osaka

A região de Kansai inclui Kyoto, Osaka, Hyogo, Nara, Wakayama, Mie, Shiga e prefeituras de Fukui. Kansai possui umas das melhores atrações turísticas do Japão.

6 – Chugoku

A região de Chugoku está no fim da ilha principal do Japão e inclui as prefeituras de Hiroshima, Okayama, Shimane, Tottori e Yamaguchi.

O Kanji para Chugoku é 中国 , que é o mesmo para a palavra japonesa China, que significa “país médio”. Pelo fato deste nome ser um pouco estranho para uma região do Japão, usa-se frequentemente o nome alternativo Sanin-Sanyo para a região.

Jardim Okayama Korakuen

A região de Chugoku possui vários dialetos distintos de japonês. Algumas partes da região estão fortemente industrializadas e outras são rurais.

Chugoku tem uma população de aproximadamente 7,5 milhões e Hiroshima é a sua maior cidade. A área de Hiroshima também abriga as atrações turísticas mais populares de Chugoku, como o Santuário de Itsukushima e o Museu Memorial da Paz de Hiroshima.

7 – Kyushu e Okinawa

Kyushu é uma ilha bastante populosa, com cerca de 13 milhões de pessoas, e é a 37ª maior ilha do mundo.

Kyushu é exuberante e verde, com vários dos vulcões mais ativos do Japão. A ilha está dividida em sete prefeituras: Fukuoka, Saga, Kumamoto, Nagasaki, Oita, Kagoshima e Miyazaki.

Nagasaki

Kyushu tem sido povoada desde tempos pré-históricos e tem uma rica história, representada por muitos castelos e templos. Além de possuir várias das maiores cidades do Japão e os onsen mais conhecidos do país.

Okinawa é uma cadeia de pequenas ilhas ao sul, com um clima subtropical úmido e uma cultura única do Japão, com oito ilhas principais, onde cada uma tem uma cultura local e original.

A população de Okinawa é relativamente baixa, com pouco mais de 2 milhões de pessoas.

8 – Shikoku

Shikoku é a menor das quatro ilhas principais do Japão e é a 50ª maior ilha do mundo.

Shikoku abriga as prefeituras de Ehime, Kagawa, Kochi e Tokushima que têm populações relativamente baixas. A população de toda a ilha é de cerca de 4 milhões de pessoas.

Kagawa

Shikoku tem uma natureza agradável, templos, onsen e um dos melhores festivais do Japão.

Qual região do Japão é a sua preferida? Já sabe?

 

Comentários

Share via