10 tipos de acomodações econômicas no Japão

Muita vontade de viajar ao Japão, mas pouco dinheiro no bolso? Para tornar a sua viagem mais viável, confira alguns tipos de acomodações baratas que o país oferece. Aliás, há dicas de hospedagem gratuita também.

1 – Pensão

Pensões são estabelecimentos no estilo ocidental que oferecem, normalmente, jantar e café da manhã. Os quartos são simples e geralmente equipados com televisão e aquecedor. A maioria das pensões possuem banheiros compartilhados. As pensões custam cerca de 6.000 a 12.000 yen por pessoa.

Quarto no estilo ocidental na Pensão Yasuda (Crédito: Booking)

2 – Minshuku

Minshuku são similares às pensões, porém com quartos e refeições no estilo japonês. Também são bastante parecidos com o ryokan (alojamento tradicional japonês), no então, são mais rústicos e baratos.

Administrado por famílias japonesas, o minshuku possui banheiros compartilhados e refeições simples feitas com ingredientes locais e sazonais.

Refeição servida em um Minshuku localizado em Shirakawa-go (Crédito: Travel Japan Blog)

O preço dessas instalações variam entre 5.000 e 10.000 yen por pessoa. O minshuku é uma ótima opção para aqueles que querem conhecer famílias locais e experimentar o estilo de vida tradicional do Japão.

3 – Shukubo 

No Japão, é possível passar a noite em alguns alojamentos de templos budistas. Esse tipo de hospedagem é chamado de shukubo. A estadia geralmente inclui duas refeições vegetarianas e a oportunidade de se juntar às orações matinais.

Instalação de um alojamento do Templo Budista em Monte Koya (Crédito: Booking)
Refeição vegetariana em um Templo Budista (Crédito: Trip Out)

O preço da estadia varia em torno de 8.000 a 12.000 yen por noite. Este tipo de hospedagem é um ótimo lugar para viajantes que procuram uma experiência japonesa interessante.

4 – Business Hotel

O Business Hotel (Hotel de negócios) oferece quartos pequenos, simples, limpos, confortáveis e em estilo ocidental. Eles geralmente possuem cama, televisão, ar condicionado e um banheiro privado. Na maioria desses hotéis, os lanches e as bebidas são fornecidos através de máquinas de venda automática.

Algumas redes hoteleiras como Route Inn (imagem), APA Hotel, Super Hotel e Toyoko Inn, possuem dezenas de hotéis espalhadas por todo o Japão. (Crédito: Divulgação)

Os preços geralmente variam entre 5.000 a 7.000 yen para quartos de solteiro e de 8.000 a 10.000 yen para quartos de casal. O business hotel pode ser uma boa escolha para casais, pois são mais confortáveis do que acomodações de custos similares.

5 – Hotéis em Cápsula

Hotéis em cápsula possuem quartos compactados equipados, geralmente, com uma cama e alguns equipamentos eletrônicos. Além disso, o hotel oferece um banheiro compartilhado e locais para armazenar bagagens.

(Crédito: Amusing Planet)

Apesar de a maioria dos hotéis cápsulas só aceitarem homens, atualmente, é possível encontrar um número crescente de estabelecimentos voltado ao público feminino e para ambos os sexos, com alas separadas para homens e mulheres.

(Crédito: Uniq Hotels)

Os preços variam entre 2.000 yen a 5.000 yen por noite. Os hotéis cápsulas são uma boa opção para aqueles que viajam sozinhos e não se sentem incomodados em ficar em espaços apertados.

6 – Hostel

Os hostels oferecem quartos com várias camas ou beliches, cujo espaço é dividido entre quatro a oito pessoas. O banheiro e a cozinha também são compartilhados.

Uma das redes mais conhecidas é o Japan Youth Hostels, que possui mais de 300 albergues localizados em todo território japonês. (Crédito: Divulgação)

Uma noite em um hostel pode custar entre 1.500 a 4.000 yen por pessoa. Esse tipo de hospedagem é recomendado para viajantes que gostam de conhecer e interagir com pessoas do Japão e de outros países.

8 – Internet Café

Os Internet Cafés deixaram de ser apenas um local para acesso à web, tornando-se um hotel alternativo no Japão. Muitos estabelecimentos passaram a oferecer cabines individuais, cadeiras reclináveis, saletas com tatami e futon (colchão tradicional japonês), locais para tomar banho, bebidas à vontade e comidas baratas. Além disso, os Cafés funcionam 24 horas, não necessitam de reserva e são próximas às estações.

(Crédito: Japan Talk)

O Internet Café é muito utilizado como hotel por pessoas que perdem o último trem, ou mesmo, por viajantes que querem economizar. Esses estabelecimentos também se tornaram o refúgio de alguns desabrigados.

Os Internet Café pode ser encontrado em várias partes do Japão. Algumas das redes mais conhecidas são o Manboo e Gera Gera. (Crédito: Divulgação)

No Internet Café, a duração de cinco a oito horas pode custar cerca de 800 a 1.500 yen. Apesar de não ser a opção mais confortável, é uma alternativa aos viajantes independentes que precisam de um lugar barato para passar a noite.

9 – Couchsurfing 

Couchsurfing é um site que possibilita a hospedagem de graça pelo mundo todo. Além disso, ele proporciona ao viajante conhecer pessoas locais, fazer novas amizades, trocar experiências e aprender sobre a cultura de outro país.

(Crédito: 20 Years Hence)

Através do site você pode hospedar viajantes em sua própria casa ou ficar como um hóspede na casa de outra pessoa. Se você gosta de fazer amizades, quer conhecer o Japão de uma forma diferente e é aventureiro, esta pode ser a opção ideal. Para isto, basta entrar no site, criar um perfil e entrar em contato com as pessoas que moram nos locais onde pretende-se viajar.

10 – WWOOF Japan 

WWOOF Japan significa “World Wide Opportunities on Organic Farm” e trata-se de um programa voluntário de intercâmbio de trabalho. O interessado trabalha na casa da família anfitriã, em uma empresa ou em uma fazenda por cerca de seis horas diárias e seis dias por semana em troca de comida e acomodação. Para participar do programa é necessário pagar uma taxa de 5.500 yen que é válida por um ano.

(Crédito: Cheap Flights/strikeael)

Essa opção é interessante para aqueles que desejam conhecer as pessoas e os costumes locais. Existem outros programas semelhantes como helpx.net e workaway.info.

 

Escolha a sua acomodação preferida e boa estadia!

 

Comentários

Share via