Hime-sama Dochu: uma volta ao Período Edo

Nos dias 1 e 2 de abril será realizado o 65º Hime-sama Dochu (Desfile da Princesa) em Hosoe, na cidade de Hamamatsu, província de Shizuoka.

(Crédito: inhamamatsu.com)

Hime-sama Dochu é um festival que reproduz as viagens das esposas e filhas de famílias nobres e de senhores feudais pela antiga estrada Himekaido durante o Período Edo. Essa cerimônia tradicional vem sendo realizada no primeiro fim de semana de abril de cada ano, no mesmo local, desde 1952.

(Crédito: inhamamatsu.com)

A reinterpretação daquele período do Japão ocorre através da caminhada pelas ruas de Hosoe por uma comitiva (Mapa da rota).

(Crédito: inhamamatsu.com)

O centro do cortejo é a princesa (hime-sama), simbolizando a filha ou a esposa de um nobre. Junto à princesa, numerosos assistentes de variadas funções compõe a procissão. No total, há mais de 100 participantes acompanhando a princesa, incluindo guardas que lideram o desfile, carregadores de bagagem, empregadas domésticas, médicos e muitos outros personagens.

Sequência da comitiva. (Crédito: inhamamatsu.com)

O evento é rico em detalhes da época. A princesa usa trajes típicos da Era Edo, bem como os demais participantes do desfile. Durante a procissão, a princesa é transportada em um palanquim (kago) como nas viagens daquele período. Além disso, a princesa e as donzelas também dançam Bon Odori.

(Crédito: inhamamatsu.com)

Os expectadores ainda podem desfrutar de lojas e barracas com especialidades locais.

(Crédito: inhamamatsu.com)

O que é o Himekaido?

Himekaido (Estrada da Princesa) é o nome dado a um caminho alternativo tomado a partir de uma bifurcação da rota de Tokaido (primeiro itinerário que interligou Kyoto à Tokyo). Esse atalho conecta as estações de Mitsuke-juku (cidade de Iwata, Shizukoka) e de Goyu-shuku (cidade de Toyokawa, Aichi).

Embora existam muitas teorias, diz-se que a origem do nome Himekaido relaciona-se ao fato de que essa estrada era bastante frequentada, principalmente, por filhas de famílias nobres e de senhores feudais no período Edo.

Acredita-se que as mulheres nobres viajavam por esse caminho para evitar assaltos e a perigosa travessia de barco entre Arai e Maisaka, pelo Lago Hamana.

Além disso, outra razão eram os postos de fiscalização (sekisho) existentes na época. A viagem pela Himekaido evitava o posto de controle Arai Sekisho, conhecido pelas suas inspeções rigorosas às mulheres viajantes. Seguindo pelo caminho alternativo, a comitiva passava pelo Kiga Sekisho que, ao contrário, possuía vistorias mais brandas.

Kiga Sekisho (Crédito: japan-highlightstravel)

Esses dois postos de fiscalização foram remodelados como museus históricos e estão abertos para a visitação pública.

Arai Sekisho Museu (Crédito: inhamamatsu.com)

Informações:

Localização: Hosoe-cho, Kita-ku Hamamatsu-shi
Horário: 11h45 às 15h
Partida e chegada: Kiga Sekisho, ao lado da estação Kiga da linha Tenhama.
Acesso:
Trem – Da Estação Shin Hamamatsu: Pegar o Trem Vermelho (linha Akaden) e descer na Estação Nishi-Kajima. Transferir para a Linha Tenryuhamanako (Tenhama) e embarcar no sentido Shinjohara. Descer na Estação Kiga. (60 minutos)
Ônibus – Da Estação Hamamatsu: Pegar a linha de ônibus Kiga ou Miyakoda, da plataforma 15 e descer no ponto Kiga Yotsu Kado ou Kiga Eki Mae (50 minutos)
Carro – Cerca de 15 minutos do Tomei Expressway Mikkabi I.C./ Cerca de 20 minutos do Hamamatsu-Nishi I.C./ Cerca de 20 minutos do Shin-Tomei Expressway Hamamatsu Inasa.

Fonte: inhamamatsu.com

Comentários

Share via