Criador de Naruto detalha origens e cita curiosidades

Naruto teve vida longa no mundo dos mangas, começou em 1999, quando o criador Kishimoto Masashi tinha apenas 25 anos de idade. Desde então, Kishimoto criou um universo completo para o protagonista Uzumaki Naruto e conquistou uma legião de fãs no mundo inteiro.

Uma das séries mais longas

Naruto teve uma das durações mais longas, foram mais de 17 anos no ar com episódios da animação, enquanto os mangas eram lançados também.

Sucesso mundial

Foram vendidos cerca de 200 milhões de cópias em todo o Japão, 12 milhões na América do Norte e 17 milhões na França, com dados de 2014.

Kishimoto Masashi e semelhanças com Naruto

Kishimoto diz que quando criou Naruto e estava dando seus primeiros passos no mundo dos mangas e queria ser reconhecido, essa era uma das buscas constantes do personagem Naruto na série ao querer ser reconhecido e respeitado por todos.

Processo de criação

O autor explica que o processo para aprovação do enredo da história de um manga novo pode ser corrido e burocrático.

“São produzidas três versões do seu material, e os editores decidem o que publicar baseado neles. Se forem aprovados, o criador tem apenas 2 meses até sua história ser publicada. O escritor não possui muito tempo para se preparar para as semanas de entrega e deixar o trabalho bom o suficiente”.

“Quando eu conheci os editores, eu sabia apenas uma coisa: eu queria Naruto e Sasuke no final do manga em um confronto emocionante”.

Batalhas emocionantes e criaturas fantásticas

O enredo de Naruto é baseado nas cinco grandes nações de Shinobis, cada vila possui um elemento da natureza para representá-lo. Cada nação possui sua escola ninja e seus treinamentos próprios.

Naruto é um estudante da vila da folha e sonha em se tornar Hokage, a autoridade máxima da vila. Não é exatamente o exemplo de um estudante e sua popularidade não é alta entre os moradores, colegas e professores.

Colocado no time de Sasuke e Sakura e liderado por Kakashi começa sua caminhada rumo a maturidade e superação ao longo do anime.

O número de personagens com seus enredos bem desenvolvidos são incontáveis e as batalhas e confrontos são conduzidos com emoção, sempre mostrando a história dos personagens e com mensagens importantes.

Naruto é rejeitado pela vila onde mora por abrigar em seu corpo a raposa de nove caldas. Kishimoto diz: “Eu amo Godzilla, eu queria desenhar um monstro – algo grande que pudesse ser colocado em batalha. Foi por isso que eu decidi criar o kuchiyose no jutsu, a habilidade de sumonar uma arma ou criatura para usar nos confrontos. Minha intenção sempre foi desenhar criaturas fantásticas, com habilidades”.

Um mundo rico com personagens marcantes

Seu criador sempre desenvolveu os personagens com profundidade nas páginas do manga, mas o que Kishimoto tinha em mente ao criá-los?

“Uma vez eu senti que tinha escrito tudo o que podia sobre os personagens, a intenção era sumir com alguns deles e nunca voltassem. Essa era a vontade, o ideal. Quando estava escrevendo Naruto, percebi que me importava com os personagens que havia criado, e queria colocar mais e mais detalhes de suas vidas. Tenho receio de que tenha escrito coisas demais e colocado muitos detalhes que não seriam tão relevantes para a história – esse foi um dos motivos da série ter durado tanto”.

A perfeição dos detalhes de Kishimoto impactava suas entregas semanais, pois se preocupava e dedicava muito tempo em deixar os personagens realistas e com emoções.

Ao questionarem quantos personagens Kishimoto chegou a criar para o universo de Naruto, ele dá risadas. “Você sabe, eu não tenho a mínima ideia” Mas Kishimoto faz uma confissão: os personagens mais queridos, além de Naruto e Sasuke, são o Haku e Jiraya.

“O Haku era como se fosse um guia para o Naruto, ele serviu de inspiração quando Naruto foi escolher seu nindo, deu a base para o que Naruto acreditava em sua vida ninja. Jiraya, por outro lado apesar de ser um dos mestres do Naruto, era um ninja terrível, ignorando as três proibições: beber, ser mulherengo e apostar”.

Inspiração em Dragon Ball

Kishimoto afirma, quem o inspirou a criar Naruto foi Toriyama Akira, o criador de Dragon Ball.

Um ninja diferente

Masashi afirma que tinha uma postura desafiadora contra a ideia de que, um escritor japonês deve escrever uma história japonesa em sua essência.

“…quer dizer, olhe para o meu protagonista: ele tem cabelo loiro e olhos azuis. Claro, os shinobis são mestres na arte da discrição, mas eu nunca pensei que isso fosse uma razão para colocá-lo nas sombras. Ele veste uma roupa laranja, se comporta exageradamente, age impulsivamente e proclama seu nome. Eu queria criar um manga pop e tirasse os velhos conceitos dos ninjas de suas cabeças”.

Essas características deram ao Naruto grande popularidade no ocidente, o manga foi traduzido e vendido em mais de 30 países. Na França, Naruto é um dos mangas mais vendidos.

“No começo, eu brincava que veria Naruto do outro lado do oceano. Mas eu nunca esperei que fosse fazer tanto sucesso com os estrangeiros”.

Comparação entre Naruto e Harry Potter

Parte do sucesso de Naruto é atribuído ao mundo fantástico criado, assim como nos livros de do Harry Potter e muita gente compara os dois.

Kishimoto diz: “Nunca li os livros do Harry Potter, quando os fãs começaram a me escrever dizendo que Naruto era muito parecido com Harry, eu comecei a imaginar e eu dei uma olhada no primeiro filme da série. Então, tudo fez sentido. Você tem Harry, Ron e Hermione, aprendendo juntos em uma escola de mágica. É como Naruto, Sasuke e Sakura em meu trabalho”.

Mensagem para os fãs de Naruto

“Bem, cada leitor irá ter uma impressão da obra de diferentes maneiras, assim como eu. Eu nunca quis forçar nenhuma ideia neles. Mas se eu tivesse que dizer algo, acho que seria que Naruto começou sem nenhum respeito por aqueles que o cercavam, amadureceu e mereceu o respeito de seus amigos e inimigos”.

Comentários

Share via