Japão: o país mais meigo do mundo

Uma vez um conhecido disse para mim: “O Japão é um país muito infantil”.

carinha

Na época, concordei, mas eu era apenas um adolescente, com menos noção de realidade cultural.

Hoje posso dizer com firmeza que o Japão não é infantil, mas “kawaii” (meigo, bonitinho, fofinho etc.). E em termos semânticos são palavras consideravelmente distintas, embora uma coisa possivelmente leve à outra.

Cultura e Sociedade

Quase tudo no Japão tem alguma coisa que é kawaii. Desde estojos escolares até divisórias de construção! Tudo com uma forma e uma “carinha”.

Divisória de construção

Isso faz parte da cultura popular do país. Logo, não se trata de haver elementos meigos somente para crianças, como nós ocidentais imaginamos, mas para adultos também.

O que, na verdade, é até mais benéfico para a economia, uma vez que abrange o mercado “fofinho” para um público muito maior.

Starbucks-Cute

mcdonalds

Abrange também ao desenvolvimento tecnológico.

Este é um protótipo de robô que carrega pessoas idosas ou que não podem andar (é um “ursinho”):

Kawaii Tech

E não se engane, essa “fofurisse” não atinge somente às mulheres, mas homens também! Mesmo que você ver um japonês com cara fechada, todo sério, certamente ele tem alguma coisinha fofinha no carro, na mochila ou em qualquer outro local – visível! Como esse par de sapatos da Hello Kitty para homens.

hellokitty-shoes

E nem tão visível assim…

underwear

Além disso, aqui no Japão, as cores são apenas cores. Explico.

A cor rosa, por exemplo, não é uma cor que denota algo infantil ou feminino com tanto peso – como nos países do ocidente – mas é tratada como somente uma cor, sem a bagagem da interpretação. Muitos homens usam coisas rosa, como bolsas, mochilas, calças, camisas, carros comuns ou tunados…

car-pink

Outro fato interessante é a influência do anime (animação, desenhos japonês) na sociedade, que muitos também levam o aspecto kawaii.

Aconteceu recentemente um grande evento do Pokemon, na cidade de Yokohama. Era uma dança com água. Inclusive, eu mesmo cheguei a testemunhar o evento.

yokohama-japan-pikachu

Homens e mulheres, crianças e jovens, quase todos com o “chapéuzinho” de papel do Pikachu, sem o menor constrangimento. (Até eu trouxe um pra casa)

yokohama-japan

Se você reparar bem, naquele texto: As coisas que mais surpreendem o brasileiro ao morar no Japão pela primeira vez, há um tópico sobre atendimento, cuja imagem aparece a Hello Kitty ali em “pessoa”!

Portanto, o Japão carrega sua característica kawaii não por ser um país com viés infantil, mas porque tem por cultura popular tudo o que é meigo, devido às mais diversas influências artísticas e históricas. (Existe um contexto para tal, mas aí já entra em outras questões mais complexas)

Sendo assim, se você também acha que é tudo muito infantil, lembre-se: é cultural. E juntamente conosco, curta essa vibe da cultura japonesa! Pois é o que faz o País ser o mais meigo do mundo!

Comentários

Share via