7 amuletos da sorte do Japão

O povo do Japão, assim como diversos povos do mundo, também tem suas superstições e gosta de amuletos ou rituais que fortaleçam a sorte e ofereçam proteção espiritual.

Conheça 7 amuletos da sorte do Japão e um pouco do significado de cada um deles para os japoneses.

Sorte é importante

O Japão tem uma história turbulenta de guerras e diversos desastres naturais. Portanto não é de admirar que seu povo tenha criado inúmeras maneiras de cultivar um pouco mais de sorte dentro de sua cultura.

Os objetos a seguir são exemplos de coisas consideradas portadoras de boa sorte no Japão. Muitos, como as tradições, são valorizados, outros são encarados apenas como parte da cultura entre aqueles que não acreditam em sorte.

1 – Daruma

Daruma são bonecos de papel machê ou madeira criados para se parecerem com o monge fundador do Zen Budismo na China, conhecido como Bodhidharma.

O Daruma é tradicionalmente vendido sem a pintura dos olhos. Cada pessoa presenteada com um Daruma, preenche um olho com um marcador preto quando faz um pedido e, após um tempo, preenche o outro olho quando alcança o seu pedido.

2 – Maneki Neko

Maneki Neko é um charmoso gatinho de boa sorte baseado em uma lenda antiga. O Maneki Neko é muito utilizado em estabelecimentos comerciais.

O Maneki Neko parece, sempre, que está acenando, e no Japão acredita-se que conforme a pata que está levantada, direita ou esquerda, ele atrai clientes ou dinheiro.

3 – Koinobori

Koinobori são carpas em forma de birutas, que são penduradas e expostas durante o mês de abril para o Dia das Crianças, que acontece em maio.

Esta tradição está relacionada com uma lenda chinesa sobre uma carpa que nada rio acima para se tornar um dragão.

Koinobori é considerado um símbolo auspicioso para a saúde das crianças. A cada primavera, milhões de Koinobori são colocados ao lado de rios e na frente das casas no Japão.

4 – Akabeko

Akabeko é um artesanato popular e antigo, originado na prefeitura de Fukushima. Eles são um brinquedo tradicional para as crianças e acredita-se que tem o poder de prevenir doenças.

O Akabeko surgiu baseado em uma história sobre uma vaca do século IX que ajudou a construir Templo Enzoji. De acordo com a história, a vaca tornou-se um Buda após a conclusão do templo e depois virou pedra.

5 – Omamori

Omamori, significa literalmente, “proteção”, e são pequenos sacos de brocado fechados, com uma bênção dentro e que são vendidos em santuários e templos no Japão.

Existem diferentes Omamori, que prometem de tudo, desde um casamento feliz até boas notas na escola. Porém, é considerado de má sorte, abri-los para ver o que tem dentro do saco.

6 – Bonecas do Hinamatsuri

Hinamatsuri (Hina-matsuri) ou Dia das Meninas, é uma celebração para a esperança, saúde e a felicidade das meninas no Japão.

Nas semanas que antecedem o Dia das Meninas, 3 de março, as famílias com filhas expõem um conjunto de bonecas que são utilizadas, geralmente, para ter boa sorte.

As bonecas, dispostas em degraus, representam o Imperador, a Imperatriz, serviçais e músicos com as vestimentas tradicionais do período Heian.

No Japão antigo, acreditava-se que a má sorte e a doença poderiam ser transferidas das crianças para bonecas. Após a exposição, as bonecas eram então enviadas para um rio ou para o mar.

Esta tradição, conhecida como “Boneca Flutuante” é cada vez mais rara, mas ainda é observada em alguns santuários.

7 – Okiagari Koboshi

Okiagari Koboshi (Pequeno monge que sempre se levanta) são bonecos tradicionais do Japão e são confeccionados, geralmente, em papel machê.

Os Okiagari Koboshi voltam a ficar em pé quando são empurrados para baixo. Eles datam do século XIV e há muito são considerados um símbolo de resistência e persistência.

É comum os compradores dos Okiagari Koboshi compararem os bonecos e escolherem os mais rápidos a ficarem de pé. Pois acreditam que, quanto mais rápido é o Okiagari Koboshi para se levantar, mais rapidamente ele trará a sorte.

Já escolheu o seu amuleto do Japão para 2017? Boa sorte!

Comentários

Share via