Fotos de 140 anos atrás mostram a vista de Tóquio muito antes da Skytree

Imagens de mais de 140 anos atrás revelam como era Tóquio sem as trocas e interferências culturais com outras nações.

Veja as fotos desta metrópole quando ainda nem se chamava Tóquio.

Fim do isolamento

Em 1853, os governantes do Japão deram fim a mais de dois séculos de isolamento do resto do mundo.

Porém, depois que os estrangeiros já podiam entrar no Japão para o comércio, ainda levaram mais 10 anos para que os cidadãos japoneses pudessem deixar o país.

Isso significava a ausência de influências de outras culturas em uma nação semi-aberta.

Deste modo, houve um breve período em que a cultura do Japão ainda era quase inteiramente de origem indígena.

Porém, os visitantes estrangeiros já tinham a tecnologia para documentá-la visualmente, como podemos ver nestas belas e curiosas fotos do Japão do século XIX.

Felice Beato

Um desses visitantes foi o fotógrafo ítalo-britânico Felice Beato. Depois de se mudar para Yokohama, no início dos anos 1860, Beato estava em condições de viajar pelo país e capturar imagens durante os últimos dias do xogunato, que estava prestes a ser derrubado na Guerra Boshin e na Restauração Meiji.

Os membros deste grupo de Satsuma (atual Prefeitura de Kagoshima) foram fotografados por Beato durante o conflito.

No entanto, Beato não voltou sua lente apenas para os assunto violentos e revoltosos. Embora muitas tradições das gueixa terem sido preservadas até hoje, em 1865 não havia maneira de saber quanto tempo essas culturas durariam.

Nesta época, este fotógrafo tinha um rico repertório de artistas clássicos do Japão, posando para sua câmera.

Não menos atraente, é esta foto panorâmica tirada em 1865 ou 1866.

Tóquio parece irreconhecível sem seus famosos marcos na paisagem, como a Skytree, ou o Metropolitan Government Building. Mas, aí está a moderna capital, hoje mundialmente admirada.

Tecnicamente, no dia desta foto, Tóquio ainda se chamava Edo e era horizontalizada o suficiente para que Beato pudesse fotografá-la no topo da modesta colina de 25,7 metros de altura chamada Atagoyama, situada no que hoje é Tokyo’s Minato Ward.

Mesmo não sendo mais possível identificá-la com a metrópole de arranha-céus e neons brilhantes de hoje, já era possível ter uma noção do tamanho da enorme Edo ainda na época em que a foto foi tirada.

Com as tradicionais casas em linha que se estendiam até o horizonte, não fica muito difícil compreender como Tóquio cresceu e tornou-se a cidade enorme, com um infinito de coisas e possibilidades que ela hoje oferece.

E hoje, os visitantes e cidadãos desta cidade, superam cada vez mais as alturas, no desejo de tirar uma foto de seu horizonte, antes que tudo mude novamente.

Uma peculiar viagem ao passado, não é mesmo?

Imagens: Japaaan

Comentários

Share via