.
As cinco ruas do Japão que todos os japoneses querem visitar

As cinco ruas do Japão que todos os japoneses querem visitar

19800

Se você já desejou conhecer o Japão antigo, onde os samurais permaneceram em velhas pousadas e comerciantes enchiam o ar com o cheiro de comida, então algumas dessas ruas tradicionais serão exatamente o que você precisa.

Vamos levá-los a cinco das ruas mais apreciadas do Japão, a partir de caminhos com surpreendentes atmosferas históricas.

Oharai-machi, cidade de Ise, Prefeitura de Mie

5streets_1

A primeira rua fica na Prefeitura de Mie. Localizada na entrada de Ise Jingū, o santuário Xintoísta mais sagrado em todo o Japão, seu nome vem do ritual de purificação xintoísta conhecido como oharai, realizado para os peregrinos antes de passarem pelo portão de tori no final da rua principal.

5streets_2

Durante o período Edo (1603-1868), até quatro milhões de pessoas visitaram este santuário todos os anos, tornando esta uma das ruas mais movimentadas do Japão.

5streets_3

Hoje, a rua mantém muito do antigo espírito mercantil, com adegas de sake, lojas e tradicionais vendedores de rua com carrinhos.

5streets_4

Na rua, as tradicionais construções de madeira usam o mesmo Tsumairi, estilo arquitetônico de duas águas, que também é usado nos edifícios religiosos japoneses.

5streets_6

A rua é pavimentada por 800 metros com pedra, ao lado de um pitoresco rio.

5streets_7

Veja a agitação desta rua especial no vídeo abaixo:

Tsumago-juku, cidade de Nagiso, Prefeitura de Nagano

5streets_10

Situada nas montanhas de Nagano, esta rua foi uma das duas principais rotas de viagem ligando Quioto com Edo (atual Tóquio).

5streets_11

Ela atravessa Kiso Valley e está localizada na margem leste do Araragi-gawa  (Rio Orchid).

5streets_12

Esta foi a primeira área no Japão a ser escolhida como um importante Distrito de Preservação de Edifícios Históricos, em 1976.

5streets_14

Os senhores feudais e seus acompanhantes viajavam pela cidade pelo menos uma vez por ano, e sua graciosa atmosfera permanece até hoje.

5streets_15

5streets_18

Em abril, é possível apreciar a Sakura, flor da cerejeira, ao lado do Centro de Informações Turísticas.

5streets_16

Durante o inverno, quando a cidade fica coberta de neve, é possível sentir os espíritos dos viajantes na quietude misteriosa do local.

5streets_17

Para termos um vislumbre da vida durante o inverno nesta adormecida cidade, confira este pequeno vídeo abaixo:

Shirakawa-go, Vila Shirakawa, Prefeitura de Gifu

Exif_JPEG_PICTURE

Esta é uma das cidades famosas que carregam a herança do Japão, com enormes gassho-zukuri  (telhado de colmo) nas casas a vila está fechada para a entrada de automóveis e suas ruas são verdadeiros caminhos poéticos.

5streets_19

O distrito de Ogimachi de Shirakawa-go forma uma paisagem única junto com a área circundante, o local foi avaliado e selecionado como um importante Distrito de Preservação de Edifícios Históricos em 1976.

5streets_22

Em 1995, as aldeias históricas de Shirakawa-go e Gokayama foram registradas como Patrimônio Mundial da UNESCO.

5streets_23

5streets_25

5streets_27

Muitas pessoas recomendam visitar a cidade no inverno, quando a paisagem tradicional única é especialmente iluminada à noite.

5streets_20

Visite estas vilas encantadas durante o inverno e faça uma visita no interior de uma casa gassho através do vídeo abaixo:

Kurashiki-bikanchiku, cidade de Kurashiki, Prefeitura de Okayama

5streets_29

A cidade de Kurashiki é uma cidade velha que floresceu durante o período de Edo e foi designada como uma área da beleza especial e preservada com cuidado desde 1969.

Com ruas pitorescas em um ou outro lado de um longo canal, os povos chamaram-na de a “Veneza do Oriente “.

5streets_28

A cidade tem história como um centro de distribuição de arroz. O nome  Kurashiki  é uma palavra relativa às casas de vendas, e você ainda pode ver muitos destes armazéns brancos alinhados ao longo da rua.

5streets_31

O bairro histórico, repleto de lojas tradicionais e restaurantes, é um ponto turístico popular.

5streets_32

Há vários museus pequenos, cafés e boutiques para visitar. Perto do canal é possível encontrar o mais antigo museu de arte ocidental do Japão, o Ohara Museum of Art e parar para ver um dos “Lírios de água” de Monet, comprados diretamente de Monet há quase um século atrás.

5streets_30

Confira um lindo passeio de barco pelo canal no vídeo abaixo:

Taketomi-cho, Ilha de Taketomi,  Prefeitura de Okinawa

5streets_36

A Ilha de Taketomi fica a 300 km sudoeste da ilha principal de Okinawa. A cidade de Taketomi é bem conhecida por fileiras distintas de casas tradicionais de telhado vermelho, construídas usando um estilo arquitetônico que remonta a uma época em que as ilhas eram uma localidade separada do Japão e governadas pelo Reino Ryūkyū.

5streets_38

A rua nos leva a um Japão bem original, com estradas da areia branca cercada por paredes de pedra.

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA

A cidade de Taketomi foi designada como uma área importante de edifícios históricos preservados.

5streets_39

5streets_42

Ouça uma música original de Okinawa e dê uma olhada nas belíssimas águas azul-turquesa deste local, além de ver o pobre búfalo puxando um carro de passeio:

Encantadoras, concordam? Qual delas pode ser a sua rua favorita no Japão?

Fonte: Line Corporation

Curta nossa página no Facebook
(Não aperte o botão se você já curtiu)

Comentários

comentários