Dançarinos japoneses de break transformam o pedido de desculpas,”sumimasen”, em esporte radical [vídeo]

Para os japoneses, muitas vezes, apenas um pedido de desculpas não é o suficiente para ser perdoado. Então eles apelam para gestos mais extremos de arrependimento, como o break.

Conheça um grupo de dançarinos japonese de break que desenvolveram formas radicais de se desculparem.

Sumimasen e dogeza 

Cenas mostrando funcionários extremamente curvados, como em um “sumimasen” cheio de remorso, são bastante comuns em filmes japoneses, programas de TV e quando um empregado comete algum grande erro.

Só que, enquanto na vida real a maioria dos erros graves podem ser perdoados com este tipo de pedido de desculpas, também existem casos em que apenas o “sumimasen” não é suficiente. É daí que o “dogeza” entra em jogo.

No Japão, o dogeza é uma forma mais profunda de pedir desculpas. Ele envolve ajoelhar-se e prostrar-se com a cabeça até o chão, que é o nível mais baixo, fisicamente, possível que uma pessoa pode descer.

Dogeza é usado em situações onde o perdão é quase impossível, como quando um parceiro é pego em um ato de infidelidade.

Esporte radical

No entanto, um grupo de dançarinos de break japoneses transformou esta forma extrema de desculpas em um esporte radical, competindo por quem pode fazer o mais poderoso ato de penitência, ainda mais cheio de remorso.

Para isso, vale deslizar sob mesas, girar sobre suas cabeças, e formar uma pirâmide de arrependimentos. Porque não for pedir desculpas desta forma, é melhor nem pedir!

Se serão perdoados, não sabemos. Mas certamente provocarão espanto e risadas, concordam?

Fonte: Grapee

Comentários

Share via