A vida real da escola japonesa é semelhante à de anime?

Personagens adolescentes em um ambiente escolar é uma temática bastante recorrente nas animações japonesas. Mas até que ponto a vida dos estudantes do Ensino Médio retratada nos animes é similar à realidade?

(Crédito: My Navi Gakusei no Madoguchi)

Para desvendar algumas dúvidas, o portal My Navi Gakusei no Madoguchi consultou 114 fãs de anime que estão atualmente na faculdade, o que significa que todos eles já tiveram uma experiência completa do Ensino Médio japonês.

Os pesquisadores perguntaram aos participantes quais eram as cenas mais comumente vistas nas animações que não correspondiam à realidade. Dentre as respostas, quatro se destacaram. Confira a seguir.

1 – Alunos do ensino médio que vivem sozinhos

(Crédito: jpninfo)

Seja porque os pais morreram, casaram novamente ou mudaram para o exterior à trabalho, muitos protagonistas de anime possuem suas próprias residências. Mas, na realidade, é quase improvável encontrar um estudante do Ensino Médio com o seu próprio apartamento no Japão. “A menos que seja um dormitório de internato, eu nunca vi ou ouvi falar de um estudante do ensino médio real viver por conta própria”, disse um entrevistado.

2 – O conselho estudantil exerce um poder incrível

(Crédito: jpninfo)

A situação apresentada por muitos animes, em que o conselho estudantil possui a capacidade de tomar decisões significativas sobre as regras da escola é incompatível com a realidade.  “Eu era um membro do conselho estudantil”, lembrou um participante da pesquisa, “e não tínhamos muita autoridade”.

Na verdade, o conselho ajuda os professores a planejar festivais, eventos e outras coisas importantes da classe e da escola, porém eles não costumam tero poder que os animes mostram.

3 – Fuga para a cobertura do prédio

(Crédito: Divulgação)

Muitos animes escolares mostram alunos no telhado da escola. Os criadores das animações costumam produzir episódios nas coberturas do prédio para elaborar cenas em que o personagem necessita de privacidade.

No entanto, frequentar o telhado da escola não é permitido em grande parte das escolas do Japão. “Você, frequentemente, vê personagens de anime correndo até o telhado quando eles estão chateados com alguma coisa, mas na minha escola não eramos autorizados a subir lá”, respondeu um participante. Além disso, as escolas costumam trancar as portas que dão acesso à cobertura.

4 – A escola é cheia de garotas e de garotos bonitos

(Crédito: Divulgação)

Se fossemos nos basear apenas nos personagens de anime, poderíamos pensar que as escolas japonesas estão cheias de atletas profissionais e de meninas com porte de modelo, sempre com seus cabelos perfeitos e peles impecáveis.

A verdade, no entanto, é que nas escolas do Ensino Médio você verá acne, rostos oleosos, cabelos desarrumados e todos os aspectos que podem ser observados em um grupo de jovens cujo os corpos ainda estão terminando a transição da infância à idade adulta. “Simplesmente não há muitas pessoas bonitas em uma escola real”, disse um participante da pesquisa.

(Crédito: Divulgação)

É claro que para a trama acontecer e para a história parecer mais interessante, muitos aspectos e fatos são alterados e acrescentados. Mas, agora você pode entender a realidade das escolas e dos estudantes do Ensino Médio um pouco melhor.

Fonte: Rocket News

Comentários

Share via