No Japão, oferecer um envelope com uma certa quantia de dinheiro em determinadas ocasiões é um costume bastante frequente. Mas, para aqueles que não estão tão familiarizados com essa tradição, essa prática pode suscitar algumas dúvidas. Então, vamos entender um pouco sobre esse assunto.

Ocasiões comuns para oferecer envelopes com dinheiro:

Gokekkon iwai ou Goshuugi (Crédito: Divulgação)

Gokekkon iwai (ご結婚祝い) ou Goshuugi (ご祝儀): Em casamentos. É uma contribuição para aqueles que estão começando uma vida a dois. Este presente representa o desejo de boa sorte e as bençãos do doador. Tradicionalmente, as cédulas devem ser novas e, se possível, que nunca tenham circulado antes.

Otoshidama (Crédito: japanese.stackexchange)

Otoshidama (お年玉): No ano novo, os pais ou outros familiares costumam dar dinheiro às crianças.

Nyuugaku iwai (にゅうがく いわい): No primeiro dia de aula.

Sotsugyou iwai (そつぎょう いわい): Quando termina uma etapa de escolaridade (primária, secundária ou universidade).

Shussan iwai (しゅっさん いわい): Para aqueles que estão prestes a se tornar pai ou mãe.

Oseibo (お歳暮): Em dezembro, em forma de agradecimento àqueles que te ajudaram de alguma forma. Presentear nesta época do ano é uma boa maneira das pessoas saberem o quanto você se importa com eles.

Gokoden (Crédito: Divulgação)

Gokoden (ご香典 – ごこうでん): Em casos de falecimento e enterro. É dado à família do falecido como forma de ajudar nos gastos com a cerimônia e a cremação. O gesto possui o intuito de confortar, apoiar e solidarizar-se com os familiares.

O envelope, geralmente, é entregue a um parente próximo ao falecido. Outra prática comum é depositar o envelope ao lado da caixa de incenso ou do recipiente no qual se deposita as varetas de incenso. Ainda em alguns casos, onde há uma mesa de recepção, o gokoden pode ser entregue neste local. Tradicionalmente, as cédulas devem ser velhas pois, notas novas dão impressão de que a morte era esperada.

Um envelope também pode ser oferecido nas cerimônias em homenagem ao falecido. O mais comum é ofertar certa quantia de dinheiro na missa de 49 dias. Isso demonstra apreço ao falecido e compaixão à família. Na missa de 49 dias, é de costume que se retorne o gesto entregando alguma lembrança aos convidados.

Omimai (Crédito: Divulgação)

Omimai (御見舞い- おみまい): A um parente ou amigo que está se recuperando de uma doença. Possui a intenção de encorajar, confortar e solidarizar. O dinheiro destina-se a ajudar a pagar as despesas médicas e os remédios.

Orei (お礼): Para agradecer a alguém por uma grande ajuda ou favor.

 

Em todos os casos, o valor ofertado varia conforme a proximidade que se tem com a pessoa, a condição financeira de quem vai dar o presente e a ocasião. E, de acordo com a tradição e etiqueta japonesa, é de bom tom que, depois de receber um envelope com dinheiro, retribua-se de alguma forma, com exceção do otoshidama e do orei. Este presente de agradecimento chama-se okaeshi.

Este costume é mais comum para casos de doenças, funerais, casamentos e nascimentos. E, de modo geral, a retribuição não é em dinheiro. Por exemplo, no caso do gokoden, é comum serem entregues toalhas ou algum outro item para casa, sempre embrulhados devidamente.

Tipos de envelopes de dinheiro:

O dinheiro deve ser colocado em envelopes especiais e próprios para cada situação, chamados de kinpuu (金封 – きんぷう) ou noshibukuro (のし袋). No Japão, os envelopes podem ser encontrados em locais como supermercados, papelarias e lojas de conveniência japonesa.

(Crédito: Divulgação)

A decoração dos envelopes é composta pelo mizuhiki, um tipo de cordão feito com papel washi e, dependendo da ocasião, pelo noshi (dobradura que remete à ostra awabi, que indica longevidade e proteção).

Tradicionalmente, o envelope leva o nome de quem está entregando-o, o omotegaki (inscrição que varia de acordo com a ocasião e a religião) e o valor ofertado.

(Crédito: Divulgação)

As cores dos fios e a forma como eles são amarrados, indicam para qual finalidade o envelope é destinado.

Exemplos de tipos de envelopes para dinheiro: casamento, admissão na escola e funeral. (Crédito: Divulgação)

Fios de cores ouro e prata são indicados para casamentos. Branco e vermelho são utilizados para outras ocasiões felizes. Branco e preto ou prata são destinadas à falecimentos.

Os três principais tipos de laços para envelopes são:

Hana musubi (Crédito: marunichi1338)

Hana musubi: Quando o envelope tem apenas um laço significa que pode ser facilmente desatado. É indicado para ser entregue em nascimentos ou quando uma criança é admitida em uma nova escola, pois são ocasiões que se deseja que ocorra novamente.

Musubi-kiri (Crédito: marunichi1338)

Musubi-kiri: Possui um laço que não pode ser desatado. É próprio para casamentos e funerais, ou seja, eventos que não queremos que ocorra novamente.

Awaji musubi (Crédito: marunichi1338)

Awaji musubi: Representa o desejo de um bom e longo relacionamento entre as pessoas. É utilizado tanto para eventos felizes quanto tristes.

 

No Brasil, muitas famílias de descendentes de japoneses também seguem a tradição de presentear com dinheiro, embora muitos dos costumes tenham se tornado mais flexíveis.
Por exemplo, ao invés de envelopes destinados especificamente a essa finalidade, são usados envelopes brancos simples. Há, ainda, versões de envelopes com o desenho dos cordões impressos, substituindo os fios feitos com cordões reais.

Agora que você sabe um pouco sobre o costume de entregar envelopes com dinheiro em determinadas ocasiões, você não vai mais se sentir completamente confuso na próxima vez que se deparar com essa situação.

Curta nossa página no Facebook
(Não aperte o botão se você já curtiu)

Comentários

comentários