Cinco ideias completamente equivocadas sobre Tóquio

Não é surpreendente que Tóquio esteja no topo da lista de lugares para visitar. Esta grande cidade mundial tem uma reputação bem merecida por suas luzes de néon, ótima comida e segurança.

A distância relativa de Tóquio, a barreira da linguagem e a mistura inebriante do moderno e do tradicional tornou a capital do Japão um enigma para os turistas.

Alguns equívocos são compreensíveis, mas outros são um tanto quanto estranhos. Por exemplo:

5. Mt. Fuji está realmente perto de Tóquio!

Em muitas imagens do horizonte de Tóquio, o Monte Fuji está lá, espreitando uma cordilheira de montanhas como um vizinho nervoso espiando a cerca.

Parece tão perto, não é? Olhe esta foto:

Muitas das fotos que vemos do Monte Fuji, que se aproxima de Tóquio, são tiradas de longe e ampliadas, encurtando o horizonte, para criar a ilusão de que o Monte Fuji está muito mais próximo do que realmente é.

Leia também:

Na realidade, porém, são 150 km de Tóquio ao Monte Fuji. E há uma cordilheira inteira de montanhas entre eles também. Esta foto oferece uma visão mais honesta:

4. Preciso de uma semana em Tóquio para ver tudo!

Espera! O que você quer ver em Tóquio? Santuários? Templos? Apenas lugares turísticos? Se assim for, não precisará de tanto tempo.

Se você planeja ver os pontos turísticos mais importantes, pode fazer tudo em dois ou três dias. Você terá mais opções turísticas em Kyoto, que foi a capital do Japão há mais de mil anos.

Se você estiver em Tóquio por uma semana ou mais, não se preocupe. Você poderá visitar alguns lugares menos óbvios, fazer compras e fazer alguns passeios fora da capital.

3. Onde é a parte principal de Tóquio?

Compreensivelmente, quando os turistas chegam em Tóquio, eles querem se dirigir para o “centro da cidade”. Para o coração da cidade, onde a maioria dos pontos turísticos são agrupados.

Se você olhasse para um mapa de Tóquio, você veria que o “coração” de Tóquio é verde. Com os campos verdejantes do Palácio Imperial, cujo terreno está fora dos limites do centro da cidade.

Tóquio não é como outras cidades com um centro claramente definido a partir do qual tudo mais acontece.

É mais parecida com várias mini-cidades, todas conectadas entre si. As pessoas podem identificar quais são os principais bairros, como Ikebukuro, Shinjuku, Shibuya, Shinagawa, Ueno, Akihabara e, finalmente, Tóquio.

Cada bairro tem seu próprio charme e personalidade. Alguns são maiores e mais ocupados do que outros, tudo depende do que você está procurando.

Se você está procurando eletrônicos e cultura pop, vá para Akihabara. Se você quer vida noturna, Shibuya é a sua melhor aposta. Na maioria dos casos, a melhor maneira de aproveitar os bairros é simplesmente escolher uma direção e caminhar.

2. Tóquio é uma expansão urbana infinita

Faça uma pesquisa de imagem para Tóquio. Imagens do céu mostram uma cidade que se estende até onde o olho pode ver.

Com certeza, Tóquio é uma das cidades mais construídas e urbanas da Terra. Mas dizer que Tóquio é nada além de concreto e asfalto é um equívoco sobre Tóquio. Não só por causa dos parques públicos.

Se quiser se surpreender, vá para Shinjuku (a estação de trens mais movimentada do mundo) e entre na linha Chuo Rapid em direção a Takao. Após 40 minutos você estará nas montanhas.

Você chegará ao pé do Takao-San, um dos picos mais importantes do Japão e a porta de entrada para uma cordilheira inteira de outras montanhas.

Depois de subir a trilha, curtindo o canto dos pássaros e vendo nada além da natureza em todas as direções, tire um minuto para lembrar que você ainda está em Tóquio.

Quando a maioria das pessoas falam Tóquio, estão se referindo aos 23 distritos especiais de Tóquio, espalhados pela Baía de Tóquio, que formam o coração urbano da cidade.

Mas Tóquio como Prefeitura (conhecido como Tokyo-to), se estende muito mais para o oeste, para o campo e finalmente, para as montanhas.

1. Tóquio é extremamente cara

Este é um equívoco clássico. O Japão tem reputação de ser um destino caro e que Tóquio deve ser o ponto mais caro dos passeios.

Mas não é. Não mais do que qualquer outra cidade importante e em muitos aspectos é mais barata.

Esta imagem de Tóquio vem dos dias de quando a economia japonesa estava em inflação e era mesmo um destino caro.

Mas desde o início dos anos 90, a economia tem sido bastante estável. Embora seja, geralmente, uma notícia pouco boa para os habitantes locais, que raramente aumentam seus preços.

Claro que  se você estiver comendo em restaurantes gourmet sofisticados todas as noites irá gastar uma fortuna. Mas, para a maioria das pessoas, comer fora geralmente custa ¥1.000 (US$ 10) para o almoço e de ¥2.000 a ¥3.000 (US $ 30) para um jantar com bebidas.

Isso para a boa comida, já que você pode ir a locais ainda mais baratos.

A viagem de trem também é bem razoável. Se você está conhecendo a área metropolitana de Tóquio, uma única viagem de trem custará de ¥100 a ¥200 (US$ 1 a US$ 2), ou você pode obter uma passagem de metro de ¥600 pelo dia todo.

Tóquio é um lugar maravilhoso e nunca pode dar errado, não importa o que esteja fazendo nesta cidade.

Mas fique atento, pois qualquer suposição que você possa ter sobre a capital no Japão pode ser falsa (ou verdadeira e falsa ao mesmo tempo).

Talvez seja isso que a torne tão especial! Não é mesmo?

Fontes: Taiken/Isoecol

Comentários

Share via