Marie Kondo: conheça a guru da organização no Japão e aprenda técnicas infalíveis

Marie Kondo é conhecida como guru da organização no Japão. Dizemos que a técnica da japonesa é infalível, pois ela garante: mais de 80% das pessoas não voltam a ser desorganizadas.

Marie Kondo coaching de organização do Japão

A técnica de Kondo dá um pouco mais de trabalho, mas pensando a longo-prazo, ela garante que mudando a relação com suas coisas, mudará o jeito de levar a vida.

Em seu livro, que virou best-seller, ela detalha sua jornada em que a levou a ser conhecida como guru da organização.

Desde pequena, Kondo tinha como hobbie organizar e limpar os itens de toda a sua casa. Nutriu seu passatempo e ao longo do tempo o profissionalizou.

Com o lançamento de seu livro, ficou mundialmente conhecida e passou a dar consultoria sobre o assunto ao redor do mundo, não apenas no Japão.

Livro de Marie Kondo - Best-seller

Trajetória de Marie Kondo

Ela passava horas fitando os armários da casa, mexendo em gavetas e pensando em como tudo aquilo poderia ficar melhor organizado.

Passava muito tempo arrumando as gavetas, e descartando roupas de seus parentes do armário, até que a prática causou mágoas e ressentimento em sua família.

Ela sempre ficava de olho nas peças de roupas que sua irmã usava, às vezes via uma jaqueta no armário sem ser utilizada por meses.

Ela escondia a jaqueta atrás de todas as roupas, e se a irmã não mencionasse, ou se lembrasse daquela peça, ela separava para doação.

Certa vez, depois de meses de ter feito isso, sua irmã sentiu falta de sua jaqueta. Como todos sabiam das manias de Marie Kondo, não foi difícil concluir quem havia sumido com os itens.

Depois de uma investigação mais profunda, descobriram que ela fazia isso meses a fio, não só com a jaqueta, mas com várias roupas do guarda-roupa da família.

Marie Kondo conta que se arrepende destas ações, pois nunca deveria ter descartado um item que não era seu, ou julgar se tal objeto é importante ou não para outra pessoa.

Guru da organização

Hoje, sua agenda é lotada, dando palestras, cursos e consultoria sobre organização, as pessoas a procuram para colocar ordem em suas vidas.

Muita gente tem a vontade de ser mais organizada, mas não sabe como, ou não tem tempo disponível.

As pessoas trabalham e chegam cansadas, ou o nível de desorganização é tão alto, que eles não sabem como sair daquilo. A bagunça ultrapassa os limites da casa e extendem para o resto de suas vidas.

Você é assim?

Dê uma olhada ao seu redor, sua casa, seu escritório ou seu espaço pessoal, estão como você gostaria? Olhe mais atentamente para seu armário.

Quantas peças de roupas são realmente úteis no seu dia-a-dia, existem muitas roupas encalhadas e ocupando espaço? Apesar do armário estar lotado, parece que nunca tem roupa para vestir?

Marie Kondo conta que ao olhar o armário de seus clientes, sempre via a mesma situação. Cabides abarrotados, gavetas cheias e as pessoas sem saber o que fazer.

Organização interna

Muitos tutoriais pela internet ensinam como organizar os objetos e roupas, mas o que muita gente não pensa, é avaliar todos seus objetos com sentimento. Essa é a diferença da técnica de Marie Kondo.

Você pode passar a semana organizando tudo, de acordo com os tutoriais e depois de um mês, verá que seus velhos hábitos voltaram e tudo passou a ser do jeito que era antes. Isso tem explicação: a mudança não foi interna, apenas externa.

Método Marie Kondo

É isso o que Kondo propõem, um de seus métodos é tirar tudo do lugar, de uma vez só e pegar peça por peça e fazer a seguinte pergunta: ela me traz um sentimento de felicidade? Você deve tocá-las e se questionar de maneira sincera.

Pilha de roupas

Se chegou a conclusão que o objeto não traz mais felicidade, deixe ir, ela já fez o suficiente por você.

Faça isso com tudo. Ela diz que viver rodeado de coisas que não trazem felicidade, é triste e não vale a pena. Não tenha medo!

Faça sozinho, é um momento pessoal

Separe um tempo e faça isso sozinho. Deve ser algo pessoal e intimista. Uma dica de Marie é não fazer isso perto de sua esposa, marido, mãe ou filhos.

Eles sempre terão um palpite para dar. Certa vez, uma cliente estava fazendo o processo inicial, de tocar e saber o que ela guardaria.

A mãe da mulher entrou no quarto e foi pegando o que achava que era útil para ela da pilha de descartes. Ao final, metade dos itens que seriam doados pela filha, foram parar no quarto da mãe.

Agradeça!

Ao chegar a conclusão de que o objeto não traz mais alegria, agradeça a ele e separe na pilha para doar ou vender.

Apego é difícil

Ao olhar seus clientes fazer o exercício, ela conta que consegue distinguir qual peça a pessoa tem mais apego ou não.

Muitas vezes, assustava suas clientes ao final do processo, perguntando: E aquela camisa xadrez? Você tem certeza que ela ainda traz felicidade?

A resposta do cliente sempre era a mesma: como você sabia que eu fiquei em dúvida naquela peça? Ao final, a pessoa descartava ao fazer uma reavaliação.

Avaliação

Primeiro, pense em como você gostaria que seu espaço fosse, em termos de qualidade. Você gostaria que sua mesa de trabalho transmitisse que mensagem?

Organização, efetividade, eficiência? Mantenha isso em mente.

Catalogue

Catalogue as peças por categoria e não por localização, essa forma é mais fácil. Por exemplo, separe as roupas, em vez de classificá-las como itens de armário, junte tudo o que for vestimentas em uma só pilha.

Livros

Junte todos os livros, retire tudo, e assim por diante. O processo é lento e dá mais trabalho, separe uns dias apenas para se dedicar a isso.

Os livros são mais difíceis. Marie dá a dica, se você tem um que está na sua prateleira a mais de 01 ano e nunca o pegou para ler, qual a possibilidade de fazê-lo futuramente?

Muita gente se apega a ideia de poder ter tempo e fazer em um futuro próximo. Isso é enganação.

Na hora de colocá-los no lugar, no caso das roupas, faça o seguinte: coloque as mais pesadas do lado esquerdo, e separe por cor. Essa é a forma que Kondo comprovou visualizá-las com mais facilidade pela manhã.

Ao longo dos anos, Marie conseguiu chegar a conclusão qual é o método mais eficiente para dobrá-las.

Método eficiente para dobrar roupas

Sempre as coloque de modo horizontal, nunca verticalmente. Dessa forma é mais fácil de mantê-las organizadas e saber identificá-las. Faça o teste e comprove.

Nunca faça aqueles rolinhos, sempre as coloque com cuidado em forma de pacotinho. Marie conta que as peças dobradas corretamente sempre se manterão de “pé” assim:

Uma boa limpeza e organização pode clarear as ideias e ajudar a conseguir pensar em soluções que antes não conseguia. Fazê-la em silêncio te mantém concentrado no que deve ser feito.

Mas e aqueles objetos que são importantes e tem significados emocionais? Guarde-os em um lugar seguro, limpo e que te dê alegria.

Nada de deixá-los amontoados ou escondidos. Separe uma caixa bonita, afinal, são itens com valores sentimentais. Eles fizeram tanto por você, faça por eles em retorno.

Marie Kondo ainda afirma que a relação com as roupas e objetos deve ser íntima, para dar mais valor e saber o que manter.

Ao chegar do trabalho, Kondo sempre agradece peça por peça, desde as roupas, aos sapatos por ter aguentado um dia inteiro em seu corpo e terem dado o seu melhor.

Leu o texto e sentiu aquela vontade em organizar tudo? Não deixe para depois e não tenha medo.

Comentários

Share via