Cinco coisas que surpreendem os japoneses que vivem no exterior

Muitas pessoas que visitam o Japão experimentam vários choques culturais. E, obviamente, o contrário também acontece com os japoneses que se aventuram no exterior. Viajantes usuários do Twitter compartilharam suas histórias e opiniões sobre as diferenças culturais e sobre algumas surpresas agradáveis. Veja a seguir:

1 –  O custo de comer fora (França)

comida francesa
(Crédito: Divulgação)

No Japão, mesmo em cidades menores, as opções de refeições são abundantes e bem variadas. Embora haja lugares incrivelmente caros, também há muitos locais onde você pode comer por um preço razoável.

O usuário japonês do Twitter @izawak, trabalhando na França, ficou chocado com a diferença de preço entre sair para comer na França e no Japão.

“A comida francesa é muito cara, eu pensei “Nove Euros por apenas isso? Os franceses podem realmente pagar isso?” mas por outro lado, ao conversar com franceses que assistiram o DVD de Kodoku no Gurume (um drama japonês sobre um vendedor que visita restaurantes e barracas de comida para experimentar comidas locais), eles pensam “Tudo isso por apenas quatro Euros! Como os donos do restaurante ganham a vida?”.

2 – Noticiários x vida real (Brasil)

brasileiros
(Crédito: Divulgação)

A maioria das agências de notícias espalham muita desgraça e melancolia. Muitas vezes, elas espalham uma visão negativa sobre os países. O usuário do Twitter @imabayashikaito contrastou o calor do povo brasileiro que ele encontrou no país com a sua imagem divulgada nos outros países.

“Uma coisa incrível sobre as pessoas que vão assistir ao jogos no Brasil é que, mesmo os jogadores sendo bem-sucedidos ou cometendo erros, eles animam e mostram encorajamento. Nós sempre ouvimos sobre a desordem e os criminosos, mas essa não é toda a história; também há muitos brasileiros amáveis, gentis e amigáveis ​​”.

3 – Dia de descanso (Alemanha)

Supermercado Alemanha
(Crédito: Divulgação)

Os domingos no Japão são quase idênticos aos sábados para a maioria das pessoas: um dia de folga do trabalho e uma oportunidade para ir às compras. No entanto, alguns países possuem leis de comércio que limitam ou proíbem lojas e supermercados abrirem neste dia, que é considerado o “dia do descanso”. Para os japoneses, isto leva algum tempo para se acostumar, embora o usuário do Twitter @fepfeil tenha visto alguns benefícios.

“Quando comecei a morar na Alemanha, pensei que o fato de todos os supermercados estarem fechado aos domingos seria um grande incômodo, mas, então, pensei que eles ficam abertos durante o caminho para casa do trabalho, então está tudo bem. A forma como a sociedade alemã é organizada prevê que os domingos não são para se fazer compras ou realizar atividades que pareçam com trabalho, eles são para relaxar e se divertir.”

Leia também:

4 – Reclamar

reclamar
(Crédito: Divulgação)

Para os japoneses, muitas vezes, cochilar em público (inemuri) ou reclamar por estar exausto devido ao excesso de trabalho não é visto com maus olhos. Ao contrário, estas atitudes são consideradas um sinal de dedicação ao trabalho. O usuário do Twitter @ mami0306 ficou surpreso ao descobrir que outras nacionalidades não tentam “vangloriar-se” com reclamações e atitudes destes gêneros.

“Eu li um artigo sobre como os japoneses adoram se vangloriar de que “não estão dormindo adequadamente”, “não estão comendo corretamente”, “estão sempre ocupados” ou “estão em más condições de saúde”. Em outros países, isso apenas mostra que a pessoa não consegue gerenciar seu próprio tempo corretamente.”

5 – Horas de trabalho (Alemanha e Reino Unido)

trabalhar muito
(Crédito: Divulgação)

Desde as intermináveis ​​reuniões até as inevitáveis ​​horas extras (às vezes não remuneradas) muitos japoneses passam mais do seu tempo no trabalho do que quase qualquer outro país. Vários usuários japoneses do Twitter ficaram maravilhados com a forma como as pessoas na maioria dos outros países não fazem horas extras e, provavelmente, teriam algumas palavras de escolha se fossem convidados a fazê-lo. O usuário do Twitter  @halushiroi comparou a cultura de trabalho japonesa com a alemã.

“O modo de trabalho alemão:
É comum que as empresas ofereçam horário flexível.
Você pode “economizar” horas extras, então, se você trabalha uma hora a mais, você pode sair uma hora antes no outro dia.
As pessoas que não fazem hora extra são bem vistas (pelos seus empregadores)
Os supervisores checam os cartões de ponto dos funcionários e realizar muitas horas extras pode resultar em punição.

Japão, copie isso!”

@syuukaijp ficou igualmente impressionada com as atitudes mais flexíveis fora do Japão.

“Trabalhando no Reino Unido (ao contrário de trabalhar no Japão), raramente sinto que algo é estranho ou injusto. Se você está doente, você pode declarar isso e tirar um dia de folga, se você estiver um pouco atrasada, você pode compensar no final do dia (…). Parece um bom equilíbrio entre o trabalho e a vida “.

Fonte: Sora News 24

Comentários

Share via