Na cultura japonesa, há muitas atitudes e virtudes notáveis ​​que as pessoas naturalmente desenvolvem à medida que crescem.

Elas nem sempre são vistas como boas, mas são muito úteis para entender os japoneses. Conheça 5 destas virtudes que caracterizam a cultura do povo do Japão.

Leia também:

5 virtudes do povo japonês

# 1 Disciplina

Os japoneses são muito rigorosos a respeito das regras. Eles seguem a regra porque é uma regra. Eles respeitam a equidade e a ordem.

As histórias dos terremotos são bons exemplos. Mesmo quando as pessoas estão em uma situação desesperadora, fazem filas para receberem os suprimentos e pagam pela comida mesmo em uma loja vazia.

# 2 Dedicação

O trabalho duro é considerado uma habilidade fundamental na sociedade japonesa.

No entanto, isso pode causar problemas em algumas situações. O Karoshi, morte por excesso de trabalho, é um dos problemas sociais do Japão.

A dedicação é de certa forma relacionada ao senso de responsabilidade dos japoneses. Uma vez que eles assumem a responsabilidade de conseguir algo, eles não podem desistir, mesmo que seja muito difícil.

# 3 Auto-sacrifício

Os japoneses tendem a se sacrificar por outras pessoas. O Kamikaze, ou ataque suicida durante a II Guerra Mundial, é um exemplo típico disso. Os japoneses pensam que é justo sofrer por algo mais importante do que eles.

Claro que não existem mais atitudes extremas como o Kamikaze. Mas, em resumo, os japoneses tendem a cuidar dos outros mais do que deles mesmos.

# 4 Humildade

Os japoneses não pensam que são eficientes ou talentosos, mesmo que realmente sejam. Isso porque eles sabem que esta atitude possibilita que se tornem melhores. Acreditam que isso é melhor para o próprio crescimento.

No Budô japonês (karatê, judô, etc.), os participantes sempre se curvam antes de lutar como forma de demonstrar respeito e humildade.

# 5 Mottainai (Não desperdice)

Mottainai é um termo japonês que transmite uma sensação de arrependimento em relação ao desperdício.

Pode ser pronunciado sozinho, como uma exclamação ou um alerta, quando algo útil, como comida ou tempo, é desperdiçado. Isso equivale a um “Não desperdice!”.

Essa é a cultura de usar as coisas e o tempo completamente, sem desperdícios. Este conceito baseia-se na ideia xintoísta de que os objetos têm almas, de modo que o desperdício não é correto nem justo.

Você já conhecia estas características ou virtudes do povo japonês? Comente!

Fonte: Wasa-bi

Curta nossa página no Facebook
(Não aperte o botão se você já curtiu)

Comentários

comentários