Parece lenda urbana, mas não é. Existe uma condição psicológica cada vez mais comum entre os japoneses e envolve um choque cultural com reflexos físicos. É a sindrome de Paris.

Para os brasileiros é difícil entender esse choque cultural, afinal, o país é um misto de culturas e etnias variadas, porém, no Japão é muito diferente.

O Japão é um país majoritariamente homogêneo e a cultura é extremamente preservada. Além disso, por muito tempo o país foi muito fechado. É preciso levar isso em consideração.

Síndrome de Paris

A síndrome de Paris é uma condição psicológica relatada em periódicos científicos com base no choque cultural de turistas japoneses sentem quando visitam Paris.

Créditos: reprodução

A ideia de uma cidade linda, romântica e perfeita é arruinada quando os japoneses presenciam o contraste e a realidade de ruas sujas ou mal estruturadas.

Leia também

Tradição e modernidade: o conflito silencioso no Japão

Os sintomas são físicos com náuseas, ansiedade, tontura, alucinações, suor frio e mais. Apesar disso, a síndrome é uma reação extrema e não afeta todo mundo. Afinal, todos os anos cerca de seis milhões de japoneses visitam Paris e a maioria sai ileso da experiência.

Sindrome de Paris
Créditos: reprodução

Paris, como todas as cidades tem seus problemas, com moradores de rua, transporte público confuso e sujeira em alguns pontos. Por causa disso, cerca de 20 japoneses por ano são mandados de volta ao Japão passando mal pela embaixada japonesa na cidade luz.

Gostaríamos de saber de vocês, se já sentiram um choque cultural que decepcionou ou causou um grande impacto em como enxergavam as coisas. Deixe um comentário!

Curta nossa página no Facebook
(Não aperte o botão se você já curtiu)

Comentários

comentários