Experiência da Sony: Cães reconhecem “aibo”, o cão robótico, como criatura viva [FOTOS]

Será que é possível que “aibo”, o cão robótico, viva em simbiose com um cachorro de verdade? Quer saber? Então, confira os resultados desta pesquisa!

Leia também:

“Aibo”, o cão robótico da Sony

A Sony anunciou em julho os resultados de um experimento conduzido sob a supervisão do zoólogo Tadaaki Imaizumi, neste estudo, portanto, foi analisado o comportamento canino diante de um cão robótico.

De acordo com os resultados, os cães mostraram sinais de consideração pelo robô e, em muitos casos, o reconheceram como uma “criatura viva”.

O experimento foi realizado em duas etapas. Primeiro, os pesquisadores observaram como 13 cães de diferentes idades e raças reagiram ao entrar em contato inicial com o cão robô.

Nove dos 13 cães se aproximaram de aibo e deram uma cheirada. E dos nove, seis chegaram ao ponto de farejar a traseira do aibo para confirmação. Enquanto que, outros quatro cães pareceram mais cautelosos e ficaram longe.

O estudo seguinte envolveu três cães que cheiraram o robô no primeiro contato. Esses cães, portanto, passaram três semanas morando com o robô.

Um poodle toy (masculino, seis meses de idade) foi capaz de entender o nome de aibo. E ainda, no oitavo dia do experimento, ele rolou e mostrou sua barriga para o cão robótico.

Segundo o professor Imaizumi, este comportamento “indicou que eles eram companheiros. E também, que o cão de verdade estava disposto a ser seu amigo”.

Fontes: Japan Forward / Sankei Shimbun / Grape

Comentários

Share via