Regras de etiqueta no Japão: andar e comer não é aconselhável

O Japão é cheio de regras de etiqueta. Algumas são específicas em relação a comida e hoje conheceremos uma das que causam mais estranhamento entre turistas.

Comer e andar ao mesmo tempo

Regra de etiqueta: comer e andar

É de conhecimento geral que não é educado comer e andar ao mesmo tempo no Japão. Esse ato é visto como rude e mal educado.

Os motivos são simples. Os japoneses são adeptos da filosofia que uma coisa de cada vez deve ser feita (ikkai ichi dousa). Portanto, fazer duas coisas ao mesmo tempo não é aconselhável.

O recomendado é achar um local, parar e comer. Além disso, a cultura japonesa é cheia de detalhes que permeiam a sociedade.

O ato de comer é considerado sagrado e segundo o shinto tudo tem espírito. Portanto, existe um profundo respeito pela comida também.

Porém, essa regra de etiqueta tem suas exceções no país. Aliás, não é impossível ver alguém andando e comendo no Japão.

Estudantes japonesas andando e comendo maçã do amor

Porém, em templos e locais sagrados a premissa é evitar esse tipo de situação, com exceção para os dias de festivais e feiras. Assim como em locais lotados deve-se evitar comer e andar.

É uma regra de etiqueta que deve ser adotada de acordo com o local e situação. Por exemplo, no mercado Nishiki em Kyoto, existem muitas lojas de comida que ofertam espetinhos e porções menores.

Eles eram fáceis de comer enquanto as pessoas andavam e conferiam as outras lojas. Aliás, ofertar comidas que eram fáceis de comer e andar fazia parte de uma estratégia para atrair mais turistas ao local. Até então era aceitável fazer isso.

Porém, de alguns anos para cá, lixo estava sendo encontrado jogado pelas ruas do mercado. Portanto, para tentar resolver o problema, os comerciantes passaram a colocar placas com os dizeres: “Não coma enquanto anda” em várias línguas.

Aviso no mercado Nishiki

A associação do mercado Nishiki ainda afirmou que essas medidas foram tomadas não para proibir o ato, mas para pedir cooperação entre os turistas.

No site oficial, eles pedem que os viajantes terminem de comer no mesmo local em que compraram a comida. Outro local de grande movimento e que passou a tomar medidas semelhantes é a rua Komachi-dori.

Leia também

Japoneses evitam viajar para Kyoto devido ao grande número de turistas estrangeiros 

18 leis estranhas do Japão 

Rua Komachi-dori
Rua Komachi-dori

Recebe cerca de 50.000 a 60.000 visitantes todos os dias. Desde abril os organizadores estão tentando educar os turistas quanto ao ato de comer e andar.

Eles estavam tendo os mesmos problemas de lixo espalhado pela rua e os produtos que ficavam dispostos estavam ficando sujos de dedos engordurados e açucarados.

Portanto, essa regra de etiqueta do Japão deve ser adequada ao bom senso. Comer e andar com um sorvete ou comida rápida em locais apropriados não tem problema. Ainda assim, se puder parar em algum local é preferível.

Criança suja de comida

A premissa é evitar andar e comer uma refeição completa ou que use espetos em locais lotados para não machucar as outras pessoas ou sujar os outros. Assim como obedecer essa regra em locais que colocarem placas.

Este artigo foi útil? Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via