Gohan: entenda os tipos mais comuns do arroz japonês

O arroz japonês tem como características o grão curto, redondo e aglutinoso, ou seja, grudento por ter mais amido.

Faz parte da identidade cultural do país, movimenta a economia e faz parte da história há mais de 2.000 anos. O cultivo do arroz data do período Yayoi (330 BC a 250 AC) com a introdução da agricultura.

Arroz japonês

Arroz japonica

O tipo de grão é o arroz japonica e é uma derivação da classe de grãos oryza sativa encontrado na Ásia.

O tipo indica é consumido nas Filipinas, India, Paquistão, Sri Lanka, Indonésia, Java e em alguns países africanos.

Existem mais de 300 variações do tipo japonica, mas basicamente existem dois mais usados e consumidos pelos japoneses.

Uruchimai

Tipo de grão para o dia a dia

O tipo uruchimai é o usado no dia a dia. É ideal para fazer sushis, comer nas refeições, fazer vinagre e saquê. Também fica bem em risotos.

Mochigome

Arroz mochigome

Esse é o tipo mais aglutinoso, grudento e de aspecto mais borrachoso. Por isso, é usado para fazer mochi, doces em geral e farinha.

Entre as variedades, o tipo mais consumido é o koshi hikari. Menos grudento e com sabor mais suave é a escolha dos restaurantes.

Koshihikari, Akitakomachi e Sasanishiki ainda são outras opções populares encontradas nos supermercados e variam de acordo com o cultivo.

O Koshihikari faz parte de 40% da produção nacional é mais grudento e levemente adocicado, já o Akitomachi é muito usado para fazer sushis e onigiris, pois molda fácil.

Shinmai

Shinmai significa que os grãos são da primeira colheita, por isso, são mais frescos e mais procurados pelos japoneses.

Plantação de arroz no Japão

Hokkaido é líder na produção de arroz japonica, assim como Shonai, pois tem muita fonte de água e solo rico em nutrientes.

Plantando arroz

Aliás, a água, ambiente, temperatura e tecnologias de cultivo são fatores cruciais na produção, já que afetam diretamente o sabor dos grãos, segundo o chef Hotoshi Sasagawa.

Mulher colhe grãos de arroz japonica

A época de arroz dura de maio a setembro no Japão nas regiões ao norte. Já nas áreas centrais e ao sul de abril a agosto.

Leia também

5 coisas surpreendentes para fazer na panela de arroz japonesa

3 ingredientes que transformam o simples arroz em maravilhoso

Saia do básico! explore 3 formas populares e fáceis de se preparar arroz no Japão

São 2.3 milhões de plantações espalhadas pelo país. Para manter a qualidade, o arroz é distribuído em sua forma integral (genmai).

Depois, é polido para virar arroz branco (hakumai) nas máquinas seimaiki e seu volume diminui em 10%.

grão haigamai
Grãos haigamai

O tipo Haigamai é o arroz que tem apenas sua casca exterior removida com a gema intacta e fica entre o arroz branco e integral.

Qual comprar?

No Japão tem muita opção para escolher. O preço pode variar drasticamente entre 200 a 2.000 ienes o valor do quilo de acordo com a qualidade, popularidade e disponibilidade.

Aliás, existe uma associação para garantir a qualidade dos grãos (Japan Grain Inspection Association).

Os tipos mais caros e premium são Yamagata Kensatsuyahime, Uonuma komihikari Nigata-ken e Hokkaido Sannanatsuboshi.

Yamagata Kensatsuyahime
Yamagata Kensatsuyahime

Alguns misturam arroz do tipo premium com grãos regulares também e as porcentagens ficam expostas na embalagem. O tipo de processamento também tem impacto nos preços.

Tokubetsusaibaimai

De cultivo especial, o arroz desse grupo usa metade da quantidade de pesticidas usados na produção de um tipo normal.

Musenmai

Se estiver escrito musenmai na embalagem quer dizer que não será preciso lavar o arroz. O grão é menor, mas é mais caro pela praticidade.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via