Monte Mihara: conheça a história sombria do vulcão de Izu Oshima

Se você é fã de Godzilla, deve se lembrar que um dos planos das autoridades eram conter o monstro dentro do Monte Mihara, um vulcão ativo da ilha Izu Oshima.

Cena do filme Godzilla

Embora tenha ganhado certa fama graças ao filme, a região de Izu Oshima é praticamente um paraíso esquecido no Japão por não ser um roteiro turístico comum entre estrangeiros e os próprios japoneses.

No entanto, foi graças as atividades vulcânicas do Monte Mihara que a ilha de Izu Oshina se formou. E apesar da sua beleza possui um passado sombrio.

Referências no cinema

Depois de O Retorno de Godzilla, o vulcão também aparece na continuação Godzilla vs. Biollante, quando é bombardeado para libertar o monstro. No longa Ring (O Chamado) de Koji Suzuki, a personagem Shizuko Yamaura comete suicídio por lá.

O vulcão dos suicídios

Ilustração de uma pessoa caindo na lava

A ilha de Izu Oshima é um lugar que deve entrar no roteiro de qualquer turista no Japão e esteja em busca de uma experiência mais reservada e intimista com a natureza japonesa.

Porém, a encantadora ilha já serviu como destino para muitas pessoas acabarem com suas vidas.

Assim como a floresta Aokigahara (青木ヶ原), o Monte Mihara possui uma história íntima com o suicídio. Essas histórias podem ser rastreadas a até aproximadamente 250 anos.

Porém, não se sabe exatamente quantas pessoas decidiram interromper suas vidas por lá. Para se ter uma ideia, só entre os anos de 1936 e 1937, as autoridades registraram cerca de 2 mil suicídios.

Vulcão em atividade

Tragédia romântica

Um dos casos mais famosos aconteceu em 1933. De acordo com os relatos, uma estudante chamada Kiyoko Matsumoto se apaixonou por uma colega de escola chamada Masako Tomika.

Como relações entre pessoas do mesmo sexo eram um grande tabu e alvo de preconceito, Kiyoko sentiu-se culpada e decidiu saltar dentro da cratera do Monte Mihara.

Algumas fontes acreditam que Masako acompanhou Kiyoko e também saltou para a morte no poço de magma do vulcão.

Apesar da história das duas garotas ser a mais famosa e divulgada, 944 pessoas cometeram suicídio no Monte Mihara no mesmo ano. Uma lenda sobre uma epidemia de suicídio na região se espalhou.

Leia também

Guardião do penhasco já salvou mais de 600 pessoas do suicídio no Japão 

Aokigahara: não tenha medo de fazer uma visita 

Aokigahara: A “floresta dos suicídios” do Japão

Para evitar tantos casos na região, as autoridades aumentaram a segurança e monitoramento do monte e também tornaram proibidas a venda de passagens só de ida para a Ilha.

Desde então, os números de suicídios caíram drasticamente. As últimas notícias sobre o Monte Mihara são de sua última erupção em 1986.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via