Aplicativo de pagamento da 7-Eleven é fraudado no Japão

A rede de lojas de conveniência 7-Eleven lançou um aplicativo de pagamentos online no Japão para facilitar e oferecer comodidade.

Aplicativo pagamento 7-eleven

Porém, um escândalo foi divulgado no último dia quatro. 900 clientes tiveram suas contas hackeadas e 55 milhões de ienes foram desviados ao total.

O aplicativo chamado de 7-pay foi disponibilizado na segunda-feira (01/07/2019) pela Seven & Holdings Co., para os clientes das 20.000 lojas espalhadas pelo país.

Como resposta, a rede prometeu reembolsar quem sofreu prejuízos e suspendeu novos usuários de se cadastrarem, assim como colocar créditos.

Os hackers conseguiram solicitar redefinição de senha das 900 pessoas. Eles usaram um novo e-mail (não do usuário).

Além disso, para mudar a senha a única informação pessoal solicitada foi a data de nascimento e e-mail do proprietário. Isso mostrou uma grande falha de segurança do aplicativo da 7-Eleven.

Leia também

Konbini: donos de lojas sofrem com falta de mão de obra no Japão

Primeira konbini automatizada chega ao Japão

Motivos do Japão ainda usar dinheiro em espécie

Além disso, segundo o Manichi Shimbun, dois chineses foram presos por terem tentado usar IDs de identificação fraudados do aplicativo para comprar 146 cartuchos de cigarros eletrônicos no mesmo dia do comunicado do prejuízo milionário.

Segurança

Isso levantou uma discussão no Japão quanto a segurança de pagamentos online e de dinheiro virtual.

A agenda para 2025 no Japão, segundo planos divulgados pelo primeiro-ministro Shinzo Abe é de que 40% de todos os pagamentos sejam feitos sem dinheiro fisico.

Em 2014, hackers invadiram o sistema de criptomoedas da empresa Mt. Gox no Japão e causaram um colapso.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via