Reciclagem no Japão: é possível lucrar com fraldas descartáveis usadas

O destino da fralda descartável usada no Japão não é o incinerador. Segundo o CEO da empresa Total Care System de Fukuoka, Takeshi Cho, 74 anos, é possível lucrar com a reciclagem e beneficiar o meio ambiente.

Ele contou ao Asahi Shimbun que apesar do esterótipo da fralda usada ser suja demais para ser reciclada, é totalmente viável e uma matéria-prima versátil.

Fraldas para adultos

Fraldas para adultos

O envelhecimento da população japonesa resultou em aumento de descarte de fraldas descartáveis usadas no Japão.

Segunda a Japan Hygiene Products Industry Association, 8.4 bilhões de fraldas para adultos foram produzidos apenas em 2018.

Por conta dos números o ministério do meio ambiente elabora novas políticas e diretrizes para promover a reciclagem.

Reciclagem

Basicamente, os materiais são higienizados, separados e reaproveitados em novos produtos. Tecido e os polímeros responsáveis pela absorção são isolados.

A higienização é feita com água e substâncias antimicrobianas. Depois, passa por secagem e transformado em camadas.

O polímero que absorveu fezes e urina é lavado com produtos químicos e passa por pressão osmótica.

As camadas viram revestimento para paredes na construção civil. Já os polímeros viram combustível sólido.

combustível sólido
Combustível sólido

As fezes excedentes ganham tratamento com micro-organismos e viram fertilizantes e adubos.

As fraldas usadas são recolhidas de casas de repouso e centros médicos de Fukuoka, Kumamoto e outras regiões de Kyushu.

Capacidade

A tecnologia usada foi desenvolvida em conjunto com a Universidade de Fukuoka. A empresa consegue reciclar 20 toneladas ou 100.000 fraldas descartáveis usadas no Japão por dia.

Lucros

O lucro com os produtos gira em torno de 1 milhão de ienes através de comissionamento com as vendas dos produtos.

Atualmente, a empresa estuda uma tecnologia para conseguir produzir tapetes higiênicos destinados a animais de estimação com os polímeros reciclados.

Leia também

Kamikatsu recicla 80% do lixo da cidade e visa desperdício zero 

Desperdício de alimento no Japão: redução de 50% até 2030 

Reciclagem no Japão e regras de lixo para iniciantes 

As fraldas para adultos tem muito mais água em comparação com as destinadas para crianças e recém nascidos, por isso, para incinerar é preciso gastar mais combustível.

Portanto, reciclar não só reduzirá os gastos com madeira dos incineradores, mas diminuirá as taxas de emissão de dióxido de carbono na atmosfera.

O decarte das fraldas usadas por idosos já faz parte de 20% a 30% do lixo na área rural. Por isso, outras regiões do Japão já investem em locais para reciclagem de fraldas usadas também.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via