Enryo: aprenda uma essencial etiqueta japonesa

Uma das etiquetas japonesas mais interessantes é o enryo. Está presente a todos os instantes dentro de todas as camadas sociais.

No geral, as regras de etiqueta tendem a se entrelaçar e compor um tecido social ou algo como um senso comum sobre como se deve agir dentro de um espaço social, seja qual for.

Enryo – 遠慮

O conceito que mais se aproxima do enryo é uma pessoa que age de forma reservada e restringe suas vontades e impulsos em prol dos outros.

Humildade e respeito

Em outras palavras, o enryo é o espaço abstrato entre os relacionamentos de pessoas desconhecidas ou sem intimidade. É uma atitude de humildade e respeito.

No entanto, se existe intimidade, dificilmente haverá necessidade em aplicá-la por já existir uma relação de abertura e proximidade.

Colocando a etiqueta em prática

Embora não seja uma regra, a maioria das pessoas já possuem esse senso. São situações onde o indivíduo quer dizer sim, mas acaba dizendo não.

Quando uma pessoa é convidada para um jantar na casa de uma família japonesa o qual ela não possui intimidade, é esperado que o convidado tenha uma atitude de restrição e comedimento antes de comer ou beber.

Ou seja, se o anfitrião oferecer mais comida ou bebida, é esperado que o convidado recuse a oferta.

Normalmente o anfitrião sabe que a pessoa está agindo de acordo com a etiqueta e oferecerá novamente.

A ideia aqui é não querer parecer mal educado, egoísta ou ganancioso. Essa recusa é um gesto de humildade e respeito ao espaço, ao convite, a companhia e a gentileza dos anfitriões em convidá-lo.

O outro significado

Ser comedido em relação aos outros é apenas uma das faces do enryo. Seu outro aspecto pouco tem a ver com o mundo externo. É uma atitude que diz respeito a própria natureza do indivíduo.

Abrir mão para o outro

De maneira mais simples, uma pessoa com um senso de enryo enraizada na sua própria ética abrirá mão de algo em benefício dos outros.

pessoa oferecendo pedaço de bolo

É dar o último pedaço do bolo em um exemplo simples. É colocar as necessidades dos outros acima das próprias.

Em casos mais extremos pode significar oferecer a própria vida para salvar o outro. Em última instância é um auto sacrifício. Esse apecto foi muito replicado no anime Naruto e em outras séries, filmes, mangás e doramas do Japão.

Cena de naruto sacrifício
Cena do anime Naruto Shippuden

Leia também

16 regras de etiqueta que você deve conhecer antes de ir para o Japão 

Regras de etiqueta no Japão: andar e comer não é aconselhável 

Etiqueta japonesa: qual motivo de pedirem tantas desculpas 

Em algumas situações o enryo pode parecer estranho para alguns, afinal, pode não fazer sentido não aceitar algo oferecido com educação.

No entanto, o enryo é uma coisa óbvia e faz parte do raciocínio da maioria dos japoneses e funciona no país com sua cultura única.

Porém, não estamos afirmando que todos os japoneses são éticos ou não são egoístas. Afinal, cada um tem sua personalidade independente da cultura e educação, mas é um aspecto ensinado a eles desde pequenos e uma regra de etiqueta presente no Japão.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via