Entenda a adoração dos japoneses por gatos!

Dia 22 de fevereiro foi comemorado o Neko no Hi, o dia do gato no Japão, por isso, nesse post falaremos um pouco mais sobre a tão conhecida adoração pelos felinos no país e um pouco da história e tradição da cultura nipônica.

Quem é heavy user da web e interessados pela cultura japonesa, já deve ter percebido como os japoneses amam os gatos, existem templos, lojas especializadas, alimentos, amuletos, lojas temáticas, mangas, festivais, dia especial e uma cultura toda voltada aos nekos.

Neko no Hi – Nyan Nyan Nyan!

O dia do gato é comemorado com entusiasmo e para a data presentes são comprados, passeios são planejados, tudo para agradar aos bichanos. Há diferentes formas de celebrar a data, muita gente posta fotos engraçadas nas redes sociais, fazem cosplay, assam biscoitos e donuts, compram mimos para os felinos e até produtos novos são lançados no mercado.

Na verdade, no Japão a figura do gato é muito mais tradicional e profunda, do que apenas a adoração pela fofice dos felinos, afinal, muita gente deve pensar: “O que os japoneses enxergam de tão especial no gato?” Nós tentaremos responder!

Leia também:

Tradição, cultura e misticismo no Japão

Primeiro, quem nunca viu um Maneki Neko em alguma loja especializada, no Brasil? Aquela estátua de gato com a pata levantada é sinônimo de muita sorte e existem muitas versões da lenda envolvendo o Maneki Neko.

Em uma delas, um samurai estava se protegendo da chuva embaixo de uma árvore, perto do templo Gotokuji, em Tóquio. Ao avistar o gato do cuidador do templo com a pata levantada, o samurai caminhou em sua direção, como se o felino tivesse o convidado a entrar. A atitude lhe salvou a vida, pois logo depois, a árvore foi atingida por um raio.

Em outra, uma mulher estava prestes a ser picada por uma cobra e seu gato a salvou, como forma de sacrifício. Em outro relato, um homem muito pobre estava quase falindo, e seu gato começou a convidar pessoas a entrar em seu comércio, atraindo sorte e prosperidade.

Algumas escolas budistas acreditavam que os gatos eram iluminados, e quando um ser humano falecia, ele voltaria em forma de gato, antes de atingir o nirvana.

Em outra lenda, o Bakeneko, um ser místico, se transformava em qualquer coisa, inclusive em humanos, além de ter “poderes especiais”. Muitos animes mostram uma versão dessa lenda, quem não se lembra do gato do anime Bleach? Aliás, existe até um festival no Japão em Kagurazaka para celebrar o Bakeneko, em outubro.

Bakeneko Day (Crédito: Divulgação)

O festival, conhecido também como Ghost Cat Festival, atrai milhares de japoneses e turistas para as ruas com cosplays de gatos em uma grande festa, com alimentos temáticos, música e alegria.

Fato é, que os gatos, convivem com os japoneses há milênios, são conhecidos por proteger manuscritos de templos budistas e no começo, apenas pessoas com muito dinheiro possuíam gatos.

Eles foram retratados em pinturas, desde o período Edo e o best-seller “I am a cat” de Soseki Natsumi é considerado um clássico da literatura japonesa.

PInturas do período Edo (Crédito: Reprodução)

Enfim, a cultura japonesa é muito rica e nunca conseguiríamos, em apenas um post, listar todas as lendas e versões conhecidas, ou falar sobre todos os locais ou festividades em homenagens aos gatos, mas pudemos conhecer um pouquinho mais sobre a adoração por gatos dos japoneses. O que vocês acharam? Não deixe de fazer um comentário, a opinião de vocês é sempre bem-vinda! Até mais.

Comentários

Share via