Japão tem “parques temáticos” em que é possível experienciar desastres naturais

Guiados pelo preceito de que a experiência é a melhor professora, o Japão quer que seus cidadãos saibam como é se sentir em desastres naturais, e como buscar proteção.

Cidades através do país abrigam centros de educação a desastres que combinam o estilo parque temático com lições de sobrevivência.

São mais de 60 centros espalhados pelo Japão, onde os visitantes podem saber como é um terremoto, as experiências são conduzidas com cenários dignos de desastre natural e podem experienciar simuladores de furacões, inundações e incêndios também.

O centro de Kobe recentemente divulgou fotos do local e mostrou como funcionam as simulações. Um cenário no local foi recriado do terremoto de 1995, no Japão.

simulação terremoto 1995 kobe Japão

O terremoto devastou a cidade de Kobe e matou cerca de 6,000 pessoas. Prédios em chamas, estruturas retorcidas e carros destruídos podem ser vistos no cenário reconstruído para o centro de educação de desastres naturais.

Terremoto kobe 1995 - cenário recriado

A voluntária Nanami Yoshimoto, sobrevivente do terremoto de 1995, perdeu familiares no desastre. Relatou ter ficado com dores de cabeça ao assistir ao vídeo e lembrar de seu trauma.

Mas admite a importância em não esquecer os efeitos devastadores de um desastre natural, e sente responsabilidade em manter as memórias vivas e passar lições aprendidas.

“Nós não podemos escapar de um terremoto no Japão, temos que saber como lidar e a próxima geração.”

Leia também:

Centros ensinam como se proteger

A mensagem dos centros é ensinar como as pessoas podem se abrigar e se proteger.

“Se você não tem nenhum conhecimento sobre o que esperar de um desastre natural, as pessoas podem entrar em pânico.” Conta Kenji Hode, chefe do centro de proteção e aprendizado vida segura Ikebukuro.

Cerca de 70,000 pessoas já visitaram o centro de Ikebukuro cada ano, diz Hode. A maioria são estudantes, assim como empresas enviam seus funcionários. Muitos turistas são atraídos também.

O simulador de terremoto é um dos mais procurados, os visitantes sentam em volta de uma mesa de jantar, e o sistema é acionado.

 

simulador de terremoto Japão

Em Tóquio, o parque de prevenção a desastres Rinkai oferece uma experiência digna de um parque temático de estúdio.

Os visitantes entram em um elevador, enquanto ele desce tremores fortes o atingem.

simulador desastres naturais Rinkai Japão

A porta abre para um cenário digno de filme de terror, com sirenes e luzes piscando. Eles carregam consigo um Nintendo DS que os guia, a cada parada, ele emite um questionamento.

“Você deveria tentar resgatar uma pessoa debaixo de escrombos ou pedir ajuda?” É uma das perguntas que podem surgir ou como agir em caso de vazamento de gás.

Além das experiências, é possível ver exposições com placas tectônicas e receber dicas de preparação pessoal.

Muitos centros também oferecem simulações de incêndio, onde a pessoa pode manejar um extintor de incêndio e aprender como fazê-lo corretamente.

O centro de aprendizado a desastres Honjo, em Tóquio, possui uma sala com simulação de furacão. Ventos e chuva são simulados dentro da sala, mostrando uma parte da força deste terrível desastre natural.

Alguém já visitou um centro desses? Não deixe de comentar, curtir e compartilhar!

Comentários

Share via