Moradores e frequentadores das ruas de Tóquio são imortalizados pela lente de fotógrafo

O fotógrafo japonês Shinya Arimoto gosta de imortalizar um lado diferente do Japão, das ruas e as pessoas que a frequentam.

Nascido em Osaka, Arimoto é professor de fotografia na Escola de artes visuais de Tóquio e diretor de uma galeria de fotografia, a Totem Polo.

Quando não está trabalhando, gosta de sair pela cidade e conversar com alguns moradores e frequentadores das ruas de Tóquio.

Dessa forma consegue ganhar permissão para fazer suas fotos. Com elas, Arimoto consegue captar a sociedade japonesa sem esterótipos ou padrões.

Shinya conta que usa cerca de 10 rolos de filme por dia, chegando ao meio dia e indo embora até o pôr do sol em Tóquio.

Leia também:

O fotógrafo passou cerca de dez anos no Tibet imortalizando pessoas em todos os tipos de circunstâncias e o sentimento ao fotografar as pessoas nas ruas de Tóquio é o mesmo.

Tibet, 2009
Tibet, 2009

“Acredito que o humano é o organismo da cidade e todos fazem parte de um ecossistema.”

Nascido em 1971, o fotógrafo exibe seu trabalho desde 1994 e já ganhou um prêmio Taiyo em 1997. Suas fotografias podem ser vistas através de sua galeria de arte com exposições ou em seu fickr.

Arimoto em entrevista concedida em 2014 dá um conselho para quem é iniciante na fotografia: “Apenas continue fotografando, e as compartilhe. Não interessa como – em exibições em websites, em todos os lugares”.

Ainda conta que se tivesse permissão para fotografar qualquer personalidade de sua escolha, continuaria fotografando as pessoas das ruas de Tóquio, pois seus desejos permanecem por lá.

Confira mais fotos nas ruas de Tóquio

O que vocês acharam? Não deixe de comentar, curtir e compartilhar!

 

 

Comentários

Share via