Cinco palavras que são completamente diferentes nos variados dialetos regionais do Japão

Mandioca, macaxeira ou aipim? Na verdade, as três palavras querem dizer a mesma coisa. Assim como no Brasil, os japoneses também usam termos diferentes para designar a mesma expressão, dependendo de onde vivem.

O Japão possui inúmeros dialetos regionais, conhecidos como hōgen (方言). Eles diferem do japonês padrão (標準 語 – hyōjungo), prevalente em todo o arquipélago e comumente falado na área de Tokyo e pela mídia nacional, tanto pelo sotaque quanto pelo vocabulário específico. Os dialetos podem ser tão distintos a ponto de não serem compreendidos pelos próprios japoneses de outras localidades. Para exemplificar, iremos mostrar como dizer 5 palavras em alguns dialetos regionais japoneses.

Para facilitar o entendimento ao longo do texto, deixaremos o mapa a seguir com as 47 províncias do Japão:

mapa Japão
(Crédito: SoraNews24)

1 – Band-Aid

band-aid

Japonês padrão: bansōkō (絆創膏 – ばんそうこう)

Os falantes nativos tendem a usar a palavra padrão “bansōkō” ou o termo americanizado “bandoeido“. Aqui estão alguns outros termos regionais, de acordo com o mapa:

sabio” (サビオ): Nas áreas esverdeadas (províncias de Hokkaido, Wakayama e Hiroshima), muitas vezes, o band-aid é referido como “sabio“.

• bandoeido“(バンドエイド): As áreas em azul, em torno de Tokyo e no Japão central, costumam usar o termo americanizado.

• kattoban” (カットバン): As áreas em laranja que cobrem Tohoku e algumas províncias no sul costumam usar a palavra “kattoban“.

 “bansōkō” (ばんそうこう): As áreas rosa rosadas geralmente usam o termo padrão, “bansōkō” .

• ribateepu ” (リバテープ): As áreas roxas, principalmente em torno de Kyushu, costumam usar a palavra “ribateepu“.

kizuban” (キズバン): Na província de Toyama, a única em branco, costuma usar a palavra “kizuban“.

2 – Não se sentir bem / exausto

Japonês padrão: taichō ga warui (体調が悪い – たいちょうがわるい)

exhausted

O mapa acima possui uma maneira diferente de exibir informações. Cada termo dialético é atribuído a uma gradação de cores. Para cada expressão, existem três colunas à direita: o gradiente mais claro significa que o termo é usado em uma frequência de até 50 por cento em uma área específica; o gradiente mediano significa que ele é usado em 51-75 por cento do tempo e o gradiente mais escuro significa que ele é usado em uma frequência igual ou superior a 76 por cento. De cima para baixo, os termos são:

erai (えらい)
shindoi (しんどい)
darui” (だるい)
kowai” (こわい ): este pode ser especialmente confuso já que “kowai” significa “assustador” no japonês padrão.)
kitsui” (きつい)
• Outro
• Existem vários termos comuns na área em branco.

Leia também:

3 – Coceguento

Japonês padrão: kusuguttai (くすぐったい)

coceguento

“kochoguttai” (こちょぐったい): As regiões em amarelo tendem a dizer “kochoguttai“.

“kusuguttai” (くすぐったい): A área em torno de Tokyo tende a dizer “kusuguttai“, o termo padrão.

“kosoguttai” (こそぐったい): As áreas em azul tendem a dizer “kosoguttai“.

“mochoguttai” (もちょぐったい): As áreas verdes tendem a dizer “mochoguttai“.

• As áreas vermelhas tendem a usar vários outros termos, incluindo “moguttai” (província  de Gunma), “momocchoi” (província de Yamanashi) e “hachikoosan” (província de Okinawa)

4 – Caracol

Japonês padrão: katatsumuri (カタツムリ)

Caracol

katatsumuri: Sapporo
“katatsumuri” ou “namekuji” (ナメクジ): Aomori
dendenmushi (デンデンムシ) ou katatsumuri: Iwate
katatsumuri ou maimai” (マイマイ): Chiba
“(~) tsumuri: Gifu
dendenmushi: Osaka
maimai: Hiroshima
katatsumuri: Kochi
dendenmushi: Nagasaki
namekuji: Kumamoto
chinnan” (チンナン) ou tsunname” (ツンナメ): Okinawa

Embora existam relativamente poucos termos regionais para “caracol”, é interessante ver como esses termos diferentes parecem estar aleatoriamente espaçados em todo o país.

5 – Terçol

Japonês padrão: monomorai (ものもらい)

monomorai

As áreas coloridas em amarelo que abrangem o leste do Japão (menos a província de Miyagi) e algumas áreas do sul tendem a usar o termo padrão, “monomorai“. Fora isso, outros termos regionais incluem:

meppa” (めっぱ)
baka” (ばか)
memorai” (めもらい)
menbo” (めんぼ)
mebo” (めぼ)
mebachiko” (めばちこ)
meibo” (めいぼ)
 “meboita” (めぼいた)
mebō” (めぼう)
ohimesan” (おひめさん) [literalmente: “princesa”]

E isso não é tudo. Aqui estão alguns termos ainda mais raros:

okyakusan” (おきゃくさん) [literalmente: “convidado”]: província de Saga
odeki” (おでき): província de Shiga
otomodachi” (おともだち) [literalmente: “amigo”]: província de Okinawa
mekaigo” (めかいご): província de Gunma
mencho” (めんちょ): província de Yamagata
menbou” (めんぼう): província de Aichi

Lembre-se que, só porque uma determinada província ou região tende a usar uma palavra, isso não significa que todas as pessoas o usem regularmente ou estão familiarizados com ela. Também podem haver outras variações regionais dentro de uma mesma província.

Esperamos que tenha gostado de aprender alguns dialetos regionais japoneses. Você reconhece algum deles? Já ouviu alguma expressão diferente?

Fonte: SoraNews24
Imagens: Japaaan
Imagem destacada: Divulgação

Comentários

Share via