Dia do Respeito aos Idosos: japoneses com 90 anos ou mais, chega a 2 milhões pela 1ª vez

O Dia do Respeito aos Idosos, chamado de Keiro no hi (敬老の日) é um feriado nacional do Japão, comemorado na 3ª segunda-feira de setembro.

Neste ano, os idosos do Japão têm mais um motivo para receberem atenção especial. Pois em toda a história deste país, o número de pessoas com 90 anos ou mais nunca foi tão alto!

Saiba mais sobre estas estimativas!

Leia também:

Dia do Respeito aos Idosos – Keiro no hi (敬老の日)

O número total de japoneses com idade igual ou superior a 90 anos atingiu 2 milhões pela primeira vez. Com, um recorde de 7,70 milhões de pessoas com 65 anos ou mais que recebem salários de alguma forma.

A estimativa foi divulgada pelo governo do Japão, recentemente, antes do feriado nacional do “Respect-for-the-Aged Day” (Dia do Respeito aos Idosos), comemorado hoje, dia 18 de setembro.

Os dados, divulgados antes desta segunda-feira, são a manifestação mais clara do envelhecimento rápido de uma nação. Na qual, mais pessoas em idade de aposentadoria continuam empregadas de forma remunerada, em meio a uma população em declínio.

Em 1980, no Japão, o número de pessoas com idade igual ou superior a 90 era de 120 mil e tem aumentado desde então, atingindo 1,02 milhões em 2004. Até 15 de setembro de 2017, a população deste grupo etário duplicou para 2,06 milhões.

Idosos empregados

Enquanto isso, o número de idosos – definidos como aqueles com 65 anos ou mais – que têm emprego aumentou, para um recorde de 7,70 milhões em 2016. Um aumento de 380 mil em relação ao ano anterior, de acordo com o Ministério dos Negócios Internos e das Comunicações. Eles agora representam 11,9 por cento dos empregados no país.

Entre os trabalhadores idosos, 3,01 milhões, ou 39%, eram trabalhadores temporários ou outros tipos de funções não regulares. Um aumento de 2,5 vezes em relação a 2006, de acordo com os dados.

“As pessoas idosas estão ansiosas para trabalhar e mais empresas estão aceitando”, disse um funcionário do ministério responsável pelas estatísticas.

O número total de pessoas idosas aumentou para 35,14 milhões, aumentando 570 mil em relação ao ano anterior e representando 27,7% da população total do país.

Esta proporção de pessoas idosas na população é a maior entre os principais países do G7, seguido pela Itália com 23,0% e pela Alemanha com 21,5%.

Deixe seu comentário!

Fonte: JapanToday

Comentários

Share via