Mísseis norte-coreanos podem custar “bilhões de ienes” aos radiodifusores japoneses

Pela segunda vez, em cerca de duas semanas, a Coreia do Norte lançou um míssil sobre o Japão em direção ao oceano.

Infelizmente, é muito provável que possamos esperar mais mísseis sobre as cabeças dos japoneses e o acionamento do sistema J-Alert. Ele envia um aviso automático aos celulares e dá instruções de proteção.

Mesmo sendo muito assustador, pelo menos esses disparos não têm provocado nenhum dano real ao Japão, certo? Saiba a resposta, a seguir!

Leia também:

Misseis norte-coreanos não causaram prejuízo?

“Errado”, dizem as redes de televisão do país que sentiram os danos de várias maneiras e estão gravemente preocupadas com futuros lançamentos de mísseis da Coreia do Norte.

Para começar, estes disparos têm reduzido os horários de pico da TV pela manhã, que é constituído em grande parte por “programas genéricos” de “Bom dia”.

Esses programas são ao vivo e muitas vezes apresentam conteúdos rurais ou celebridades convidadas, que custam um valor significativo de produção. Sendo que são, simplesmente, “apagados” ao menor sinal sonoro do J-Alert.

Esses programas são, normalmente, compostos por conversas e notícias sobre o cotidiano. No entanto, estudos mostram que cerca de 70% dos espectadores do Japão sintonizam neles.

Infelizmente, é difícil dar atenção a um comediante entrevistado enquanto armas de destruição em massa estão passando sobre as pessoas da nação.

Então, esses shows são forçados a cobrirem os assuntos mais urgentes do dia à custa de sua audiência. E, claro, custos adicionais de produção também são gerados.

Mudança de emissora

Isso não seria ruim, já que a primeira coisa que a maioria das pessoas faz após um alerta é ligar a TV para ter mais informações. No entanto, parece que, no caso de um J-Alert, as pessoas vão, instintivamente, sintonizando com a emissora pública japonesa NHK para ter informações. Já que essa emissora representa a ligação mais próxima com o governo.

Ironicamente, a NHK não ganha dinheiro com anúncios, portanto, ela não se beneficia com a grande audiência. Enquanto isso, as outras emissoras simplesmente ficam sem espectadores.

Mesmo assim, a NHK também tem sofrido com os lançamentos de mísseis norte-coreanos. Na manhã do lançamento de 15 de setembro, esta emissora estava programada para exibir um episódio da popular série matinal, Hiyokko . No entanto, ela foi interrompida, deixando os fãs se perguntando o que aconteceu depois.

Até o momento, nenhum anunciante se queixou, mas um porta-voz da indústria cultural disse ao site Nikkan Gendai: “Quando os J-Alerts se tornarem frequentes, talvez seja necessário que haja cortes nos preços das tarifas publicitárias. Os  prejuízos podem atingir bilhões de ienes”.

Fontes: SoraNews24/Nikkan Gendai
Imagem em destaque: Pakutaso

Comentários

Share via