Se você tiver oportunidade recomendamos andar de bicicleta no Japão. Apesar do transporte público chegar em quase todos os locais e ser prático e eficiente, ter a liberdade em ver as paisagens do país e andar pelas ruas das cidades é incomparável.

Portanto, em sua próxima viagem considere alugar uma bicicleta e andar pelo seu entorno. Além disso, os japoneses usam muito esse meio de transporte, nas cidades e áreas rurais. Por isso, conhecer as leis é fundamental, tanto por respeito, quanto por não tomar uma multa à toa.

Lembrando que na hora de tirar a cidadania japonesa, essas infrações são levadas em consideração também.

Ignorar as luzes do semáforo

Sabe aquela mania comum do brasileiro de atravessar quando lhe é oportuno ignorando se o sinal está vermelho ou verde? Os japoneses respeitam o tempo das sinalizações seja a pé ou de bicicleta.

A rua pode estar vazia sem nenhum carro circulando, mas na maioria dos casos, a pessoa irá aguardar o sinal ficar verde para atravessar. Essa educação permite que cruzamentos movimentados fluam sem problemas.

Beber

Pois é, andar de bicleta bêbado é ilegal no Japão. Uma multa pode ser aplicada, cinco anos de prisão e se for estrangeiro deportação, porém, cada caso é um caso. Na dúvida é melhor chamar um táxi, ficar em um cybercafé ou hotel cápsula.

Leia também

Conheça os estacionamentos subterrâneos de bicletas do Japão!

O que acontece se você beber e dirigir no Japão

Ladrão japonês devolve bicicleta roubada com um pedido de desculpas e um presente

Não levar documentos

As bicletas no Japão devem ser registradas, por isso é preciso andar com o papel de registro, se for alugar uma, a loja deverá fornecer. Andar com o passaporte ou o Visa também é fundamental.

Não ficar do lado certo

Os ciclistas devem permanecer do lado esquerdo da pista e andar na calçada é proibido, exceto quando houver sinalização permitindo.

Ter cuidado com os pedestres

Isso deveria ser regra, não é mesmo? No Japão, os ciclistas não podem bloquear a passagem de pedestres e se ocorrer um acidente (atropelamento), o condutor recebe uma multa ou um tempo na prisão.

Usar fone de ouvido e um guarda-chuva

Essa é uma das leis que são menos respeitadas no Japão, é comum ver pessoas usando guarda-chuva na bicicleta. Porém, a lei é clara. Além do guarda-chuva é proibido ouvir música de fones ou usar o celular. Para evitar acidentes melhor optar por uma capa de chuva.

Dica de rota para ciclistas

Para os amantes de pedaladas, em Onomichi, uma pequena bela cidade costeira localizada na prefeitura de Hiroshima, há uma estrada chamada Shimanami Kaido que liga a ilha principal de Honshu a ilha de Shikoku.

bicicleta no japao shimanami kaido

São 60 km de estrada que ainda passam por mais seis pequenas ilhas. Apesar de haver outras conexões terrestres entre as duas (Honshu e Shikoku), a estrada de Shimanami Kaido é a única onde é possível realizar o trajeto de bicicleta ou mesmo a pé.

O complexo viário é moderno, foi inaugurado em 1999 e conta com a paisagem surreal do Setonaikai National Park. Há uma série de atrações durante o percurso, templos, museu, parques e outros.

Quem não estiver com uma bicicleta, pode alugar uma no trajeto, há também cobrança de pedágios no caminho, então, é bom levar algum dinheiro.

Curta nossa página no Facebook
(Não aperte o botão se você já curtiu)

Comentários

comentários