8 trabalhos mais populares para estrangeiros no Japão

Ainda que seja um tanto quanto difícil para estrangeiros no Japão trabalharem, a tarefa não é impossível.

Atualmente, existem 1 milhão de estrangeiros morando e trabalhando no país. Por isso, conheça algumas das profissões mais populares.

1. Professor de inglês

Essa é uma das profissões mais populares para quem é estrangeiro no Japão. Se você é fluente e deseja trabalhar por lá, temos uma informação que pode te desanimar: a maioria das empresas exige que o professor seja nativo de um país que a língua inglesa seja oficial.

A maioria dá preferência para quem nasceu nos Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e África do Sul, por exemplo. Segundo dados da Embaixada Americana, são 40,000 nativos trabalhando como professores no país e apenas em Tóquio.

Caso contrário, será preciso comprovar ao menos 12 anos de experiência como professor em escolas e passar no teste TEFL para aplicar e tentar o visa.

Esse mercado tem oportunidades, mas é bem concorrido. A exigência mínima é de um bacharel e não precisa ser exatamente na área da educação.

Ainda assim, se você preencher todos os requisitos, se tiver antecedentes criminais, pode esquecer. A maioria exige teste anti drogas também, ainda mais se a vaga for em escolas, aliás, são as que pagam melhor.

2. Profissional de TI

Engenheiros de programação e profissionais de TI, de maneira geral, se dão bem no Japão. É o segundo trabalho com mais estrangeiros no país. Porém, será preciso saber ao menos escrever e ler um relatório na língua japonesa.

A maioria dos profissionais são recém graduados e as instituições fazem a ponte ou são conveniadas. A maioria dos profissionais são do Vietnam e trabalham para empresas grandes, porém, é preciso ter conhecimentos na língla inglesa também.

3. Intérprete ou tradutor

Os japoneses não costumam falar muitas outras línguas (não vamos generalizar), por isso, esse trabalho tem demanda. A maioria das empresas contrata e a área de desenvolvimento de videogames é promissora. Porém, será preciso saber falar japonês também.

4. Vendas

Empresas que queiram abocanhar o mercado internacional podem contratar estrangeiros em seu time de vendas, como auxiliar, representante, gerente, etc.

5. Militar

Essa é uma ótima maneira de entrar no Japão, se for americano, melhor. Existem tantos militares americanos no país, do que em qualquer outro. Porém, eles não são tão aceitos na sociedade japonesa.

6. Hoteis e restaurantes

Outro local que aceita bem trabalhadores estrangeiros, ainda mais se estiver em uma área com apelo ao turismo. Aliás, com as Olimpíadas de Tóquio 2020 chegando, as oportunidades poderão ser ótimas.

Leia também

Atualmente o Japão tem mais de 40.000 funcionários estrangeiros nas lojas de conveniência

Por que o Japão é pouco aberto aos trabalhadores estrangeiros e quais imigrantes têm mais chances atualmente?

Como os profissionais estrangeiros no Japão se sentem em relação ao trabalho

7. Fábricas e indústrias

O Japão é um país carente de mão de obra, isso é fato. Por isso, as fábricas são as melhores opções para quem deseja começar no país e sempre tem vagas. É uma ótima forma de ganhar dinheiro e ir se acostumando com a cultura japonesa.

Além disso, agências costumam fazer todo o trâmite burocrático, inclusive, resolver questões com moradia, seguro social, plano de saúde e a maioria não exige conhecimentos na língua japonesa (dependendo da vaga e cargo).

8. Konbini

Esse é um trabalho de meio período que vem crescendo entre estrangeiros. Locais como a 7 Eleven e Family Mart costumam contratar. Como esse tipo de trabalho não é integral, quem costuma preencher essas vagas são estudantes fazendo uma renda extra.

Gostou do artigo? Inscreva seu e-mail e receba nossa Newsletter.

Comentários

Share via