Rússia e Japão se aproximam para acabar com conflitos da II Guerra

A disputa entre Rússia e Japão continua desde o fim da II Guerra Mundial. Afinal, os países estão sem assinar um tratado de paz ou resolver seus conflitos sob as ilhas Kuril.

Na quarta-feira, 12/09/18, o presidente russo Vladimir Putin e o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe se encontraram no Fórum Econômico na cidade de Vladivostok.

O atual presidente da Rússia declarou que deseja dar fim a esse conflito e assinar um tratado de paz até o final do ano.

Abe foi mais discreto e não comentou sobre a fala de Putin, porém, afirmou que as relações entre os dois países é promissor.

Além disso, os dois concordaram que o fato de não haver um tratado de paz assinado é anormal. Fato é que as relações entre os dois países nunca foram tão próximas.

Conflitos

Ilhas Kuril

As ilhas Kuril fazem parte de um conjunto de quatro ilhas. Elas ficam localizadas ao norte do Japão e ao fim da II Guerra, a então União Soviética as invadiu.

A disputa permaneceu e foi um dos fatores para que um acordo de paz não fosse assinado. Já que o Japão as reivindicam.

Ilhas Kuril

Não é segredo que a Rússia deseja colocar uma base naval em Kuril. Além disso, o ministro da defesa japonês pediu que eles diminuíssem as atividades militares por lá.

Leia também

Eleições no Japão: saiba os resultados e o que poderá mudar no Japão

Imperador Akihito recebe aval do parlamento para renunciar

Ainda durante o Fórum Econômico do Oriente, o presidente russo ressaltou o interesse do Japão em participar dos exercícios militares Vostok em 2019.

Essa poderá ser a primeira vez que o país fará exercícios com os maiores rivais dos Estados Unidos: a Rússia e a China.

Estados Unidos

Além disso, representantes militares japoneses planejam se reunir com seus colegas russos em outubro. Vale ressaltar que em julho de 2018, autoridades japonesas realizaram reuniões secretas no Vietnã com os norte coreanos.

Os EUA protestaram por não terem sido comunicados do encontro. Porém, o governo japonês alegou que não podia depender de seus aliados para resolver os sequestros dos cidadãos japoneses.

Sequestro de Megumi Yokota é mistério há quarenta anos

As relações entre Japão e EUA não estão em seu melhor momento. Desde a decisão unilateral da administração Trump em taxar o aço e alumínio até para seus maiores aliados comerciais em meio a guerra comercial com a China.

Uma das medidas adotadas pelo governo japonês foi o acordo histórico com a União Européia para baixar as taxas de comércio em até 99%.

Gostou do artigo? Inscreva-se em nossa Newsletter.

Fontes: Reuters, BBC, Asahi Shimbun, Yahoo, Guardian e Bloomberg.

Share via