Crisântemo: entenda a simbologia da flor do Imperador

A flor crisântemo é símbolo oficial da realeza japonesa, do Imperador e de sua família. Ele representa longevidade e foi introduzido pela primeira vez na Era Nara (710-793 AC).

Kiku

Kikuman

A flor de 16 pétalas representa a autoridade do Imperador. Já a de 14 pétalas é usada pelos outros membros familiares da realeza.

A de 16 pétalas ainda é usada pela Dieta japonesa, pelos templos, moedas de 50 ienes, padronagens de kimonos, acessórios e está no passaporte japonês. Além disso, o crisântemo é comumente usado em funerais e colocados sob os túmulos representando o amor e afeto.

Floresce em setembro, além de ser típica do outono. Uma lenda conta que uma pequena cidade tinha moradores que viviam até os 100 anos de idade.

A água que eles bebiam vinha de uma montanha rodeada por crisântemos. Por isso, representa a longevidade.

Todos os anos, o Japão celebra o dia nacional do crisântemo, é comemorado com festivais. Além disso, os budistas usam a flor em oferenda por causa de sua energia Yang nos templos.

Leia também

Conheça Naruhito, o príncipe herdeiro do Japão e próximo Imperador

Niinamesai: último ritual do Imperador Akihito

7 coisas para fazer no Palácio Imperial do Japão

Propriedades medicinais

Beber chá de crisântemo pode tratar dores no peito, reduz a pressão arterial, ajuda a tratar diabetes, combate a febre e alivia dores de cabeça por causa de seus poderes anti-inflamatórios.

As pétalas ainda podem ser usadas na culinária em sopas, saladas e com legumes e vegetais. Além disso, possui um ingrediente ativo chamado pyrethrum, um componente tóxico para os insetos que os paraliza, por isso é usada em hortas.

Não deixe de se inscrever em nossa newsletter ou receber conteúdos do Japão.

Comentários

Share via