Entenda sobre a cultura do Honne e Tatemae no Japão

A cultura japonesa é cheia de significados intrínsecos e pode ser difícil para quem nasceu no ocidente entenda. Uma das mais polêmicas é o honne e tatemae. Saiba mais.

Honne e Tatemae

Honne e Tatemae

Erroneamente chamada de falsidade, o honne e taemae é um pouco mais complexo do que parece. O ato dos japoneses se absterem de dar suas opniões verdadeiras tem a ver mais com respeito.

Na sociedade atual expressar as opniões e demonstrar exatamente o que se passa na cabeça ficou facilitada com a internet.

Porém, nem sempre foi assim. Tanto é, que nem todos que fazem comentários atrás de perfis de redes sociais, ousariam fazer o mesmo pessoalmente.

Harmonia

No Japão existe uma preocupação muito grande em não causar distúrbio a harmonia e paz. Honne é o que a pessoa verdadeiramente pensa e tatemae é a oposição que será usada para não causar estresse ou ferir sentimentos.

Dualidade

Essa dualidade ajuda a manter a ordem e a harmonia dentro dos grupos. Aliás, o todo é considerado antes do pessoal no Japão.

Convivência em grupo vs individualidade

Então, os japoneses preferem usar o honne e tatemae ao invés de expressar sua opinião e reforçar sua individualidade. Bem diferente do que costuma acontecer em países ocidentais. Por isso, pode ser difícil compreender.

Portanto, antes de dizer algo, os japoneses costumam pensar bem antes. Isso sem querer generalizar, claro, com a disruptura das tradições e a consciência de que cada pessoa age de uma forma, isso não torna-se regra no Japão.

Exemplos

Para entender pense na seguinte situação:

Você foi convidado para jantar na casa de seu chefe e não existe intimidade, mas precisa ir porque vai acontecer uma reunião sobre um projeto em conjunto. Você acabou de ser contratado.

Ele passou a tarde toda cozinhando. Além disso, ele vive se orgulhando de seus dotes culinários, além de ter uma personalidade autoritária e pouco compreensiva com críticas.

Ele prova a comida e afirma que está boa. Você come e acha ruim, mas tolerável. Quando ele perguntar se você gostou, poderá dizer a verdade ou não.

Outro exemplo simples. Você encontra seu vizinho no elevador na volta do trabalho e ele pergunta se está tudo bem. Seu dia pode ter sido muito ruim, mas você não irá desatar a contar seus problemas para ele naquele momento, pois não existe intimidade e não seria apropriado.

Leia também

Morar no Japão: a pior dificuldade enfrentada por estrangeiros

Com a filosofia japonesa Mottainai pode tornar sua vida melhor?

Polícia pega ladrão misterioso de sapatos – entenda os crimes no Japão

Então, escolherá responder sim e seguir para sua casa. Basicamente, é assim que o honne e tatemae funciona no Japão. Desde a pequenas esferas, até as maiores no dia a dia.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via