Seiryu Miharashi: estação existe apenas para apreciar a vista no Japão

A estação de trem Seiryu Mirahashi fica localizada na linha Nishikikagawa Seirya em Iwakuni e é composta apenas de uma plataforma com telhado para admirar a vista do rio Nishiki.

Seiryu Miharashi

Estação Miharashi

A estação fica no meio do nada no Japão e a vista é envolta por floresta e o rio. Foi inaugurada no dia 17 de março de 2019 e virou sucesso nas redes sociais.

O trem faz uma parada por cerca de dez minutos para que os passageiros aproveitem a vista e logo parte para continuar o trajeto.

O objetivo da parada é essa mesma, não existem escadas ou local para seguir dali. É apenas acessível de Yamaguchi com acesso limitado.

Rio Nishiki

O objetivo é atrair pessoas e fazer a região ser interessante. Iwakuni é uma pequena cidade de 150.000 habitantes e fica em Yamaguchi. Era uma cidade de lordes feudais com castelo, templos, parque, museu e muita história.

Rio Nishiki

Ponte Kintai

O rio Nishiki é o mais longo de Yamaguchi com 110 km. Começa em Shunan e desemboca no mar. A ponte Kintaikyo (kintai) em Iwakuni é muito famosa na região e será possível admirar a água cristalina e os peixes.

Queima de fogos do rio Nishiki

Os moradores que gostam de pesca passam o dia no rio usando técnicas tradicionais ukai. Além disso, no rio acontece um festival anual de fogos de artifício muito bonito. É uma das três pontes mais famosas do Japão chamada de Nihon Sanmeikyo.

Tem 210 metros de comprimento, toda de madeira e feita em arcos por cima de pedras. Terminou de ser construído em 1673 a mando do lorde de Iwakuni Hiroyoshi Kikkawa.

Leia também

Hanabi: o tradicional festival de fogos de artifício no Japão

Ukai é técnica de pesca artesanal milenar japonesa

Sendai: conheça mais sobre a capital de Miyagi

Exemplos do Japão: conheça a história de Kana Harada, a única passageira de uma estação de trem

Passou por uma reforma em 1674 por conta de tempestades e teve reparos novamente em 1950 por conta de um tufão, segundo o Japan Times. Atualmente, é considerado tesouro nacional.

A técnica de construção é passada de geração em geração e data do período Edo (1603-1868). Em 2002 passou por outra reforma com término em 2004.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via