Ukai é técnica de pesca artesanal milenar japonesa

Esqueça as varas, redes e arpões. A técnica milenar japonesa chamada ukai tem mais de 1.300 anos de história e usa aves biguá.

História do ukai

Estátua em Gifu de Ukai
Estátua em Gifu de Ukai.

O método de pesca ukai foi descrito pela primeira vez no Kojiki, uma coleção de crônicas do Japão considerado como o livro mais antigo do país (712 d.C.).

Ave biguá

Assistir a pesca foi um dos principais passatempos da aristocracia japonesa entre os séculos VIII e XIX. Até mesmo os Imperadores davam suporte para a atividade.

Durante o período Edo, Oda Nobugana patrocinou o ukai após a reunificação do país. Além disso, Tokugawa Ieyasu continuou incentivando a técnica.

Entre as grandes personalidades que já apreciaram assistir a pesca está o ator, diretor e roteirista britânico Charles Chaplin e a descreveu como forma de arte mais elevada do Japão.

Ukai nos tempos modernos

Após a restauração Meiji se tornou uma atividade controlada pela Agência da Casa Imperial do Japão e atualmente só pode ser vista em 13 locais do Japão.

Pescadores Ukai de noite

Os principais locais são o rio Nagawagawa em Gifu (11 de maio e 15 de outubro), rio Hozu em Arashiyama, Kyoto, (1° de julho e 23 de setembro) e rio Uji em Uji, de julho a setembro. É realizada somente durante o período noturno.

Além disso, devido a importância cultural, a cidade de Gifu entrou com um pedido na UNESCO para torná-la Patrimônio Cultural Imaterial.

Os pescadores

Pescador entrando no barco

Atualmente, apenas dois pescadores nomeados pela Agência da Casa Imperial do Japão podem ficar no ubune, o barco tradicional.

Vestimentas ukai

O pescador principal tem uma posição hereditária. Na região de Gifu, eles utilizam as roupas de seus ancestrais, uma espécie de saia de palha, kimono escuro de algodão e eboshi, um chapeu pontudo tradicional.

Ilustração Ukai

Leia também

Japoneses revelam quais são seus peixes preferidos

Muito além do salmão e atum! Conheça os variados e deliciosos peixes e frutos do mar consumidos no Japão

Guia para conhecer e diferenciar os tipos de sashimis

A pesca

Ave biguá

Os biguás são treinados e mergulham cerca de um metro de profundidade para pegar os peixes (embora sejam capazes de mergulhar em profundidades muito maiores).

As aves ficam com uma corda enlaçada no pescoço para impedi-los de engolir o peixe. Porém, a relação entre os humanos e as aves sempre foi amistosa e recebem suas devidas recompensas após a pescaria.

Bigua cuspindo peixe

Os biguás

Homem cuidando de bigua

As aves são criadas e tratadas praticamente como um membro da família. Normalmente, vivem dentro das casas dos pescadores.

A expectativa de vida desses animais varia entre 15 e 20 anos. São extremamente inteligentes e adaptáveis. No entanto, o treinamento pode durar entre dois a três anos.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via