Omikuji: o que é e como funciona esta “loteria sagrada”?

Em uma visita à um templo budista ou à um santuário xintoísta no Japão, é comum vermos muitas árvores e suportes com pequenas tiras de papel amarradas. Também conhecido como “papel da fortuna“, “papel da sorte” e “loteria sagrada“, o “omikuji” é muito apreciado pelos japoneses e turistas. Tradicionalmente, os dizeres escritos no papel é tratado como um conselho (ou um aviso) dos próprios deuses. Saiba mais sobre o que é o omikuji, como obtê-lo e quais são os procedimentos adotados ao adquiri-lo.

Omikuji Board
Omikuji no Fushimi Inari Taisha, Kyoto. (Crédito: Divulgação)

O que é “Omikuji”?

Omikuji (おみくじ) é uma tira de papel contendo sorte aleatórias. Geralmente são encontrados à venda em santuários e templos do Japão.

omikuji
(Crédito: Pakutaso)

Comprar um omikuji é uma prática comumente realizada durante o “hatsumode” (primeira visita ao santuário xintoísta no Ano Novo). No entanto, é possível obtê-los em qualquer momento do ano.

O omikuji existe há quase mil anos. Acredita-se que este ritual tenha começado devido ao costume de se pedir aos deuses, opiniões e previsões para a tomada de decisões. Dessa forma, esta prática evoluiu para uma maneira de mostrar a sorte das pessoas, realizando previsões para o futuro.

Como funciona?

1 – Pagar

omikuji
(Crédito: Matcha)

A taxa para obter um omikuji varia em cada santuário e templo, mas geralmente custa cerca de 100 yen.

2 – Agite seu destino

omikuji
(Crédito: Divulgação)

A maneira tradicional de aleatorizar sua sorte é agitar um recipiente cheio de varas longas enumeradas. Feito isso, pegue uma vareta. A maioria dos templos e santuários usa esse sistema.

3 – Encontre sua sorte

omikuji
(Crédito: Divulgação)

Através do número da sua vara, abra a gaveta com a numeração equivalente e pegue um papel.

Leia também:

4 – Leia sua sorte

omikuji
(大吉, grande bênção). (Crédito: Nippon)

Ao abrir o seu papel, você encontrará previsões e conselhos. No topo de cada omikuji é possível encontrar a sua “sorte geral” que pode ser uma das seguintes:

大吉 (dai-kichi): Grande bênção
• 中吉 (chu-kichi): Bênção mediano
小吉 (sho-kichi): Pequena bênção
 (kichi): Bênção
半吉 (han-kichi): Meia bênção
末吉 (sue-kichi): Bênção futura (boa fortuna, mas você terá que esperar)
末小吉 (sue-sho-kichi): Pequena bênção no futuro
 (kyô): Maldição
小凶 (sho-kyô): Pequena maldição
半凶 (han-kyô) Meia maldição
末凶 (sue-kyô) Maldição futura
大凶 (dai-kyô): Grande maldição

Em seguida, estará escrito sobre temas específicos como saúde, amor e viagens. Estes, geralmente, seguem a “sorte geral”. Por exemplo, se você receber uma grande benção (大吉), o papel dirá que você se tornará saudável, terá sorte no amor e assim por diante. Já, se você receber uma má fortuna, os detalhes podem parecer um pouco cruéis: você ficará doente, sua empresa falhará e assim por diante.

Alguns dos omikuji terminam com o conselho de que não importa o quão ruim seja a previsão do seu futuro, é possível mudar o destino através do trabalho árduo e da humildade. Por outro lado, o omikuji pode aconselhá-lo a não se tornar arrogante ou descuidado ao receber um bom prognóstico.

Embora a maioria dos papéis sejam escritos em japonês, alguns locais, onde há um grande fluxo de turistas, oferecem a tradução em inglês.

5 – Amarre o seu omikuji

omikuji
(Crédito: Pakutaso)

A tradição mais comum é, ao receber uma previsão ruim, amarrar o omikuji em árvores ou cordas no terreno do santuário ou do templo. É amplamente acreditado que a má sorte pode ser adiada ou evitada dessa maneira. Já, quando a sorte é boa, é indicado guardar o papel, para que o bom presságio permaneça.

Embora esse sistema de funcionamento seja o mais comum, existem outras formas de obter o omikuji no Japão. Em alguns templos, santuários, parques de diversões e shoppings, ele pode ser adquirido através de máquinas de venda automática, por exemplo.

Comprar um omikuji é uma atividade tradicional e divertida para se experimentar no Japão. Mergulhe na cultura japonesa e boa sorte!

Fonte: Japan Talk, Japan Magazine

Comentários

Share via