No Japão, o imperfeito é perfeito. Descubra o wabi-sabi e seja mais feliz!

Pode-se compreender wabi-sabi como a arte de encontrar a beleza nas coisas imperfeitas, incompletas e transitórias.

Mesmo sem tradução literal, as palavras que melhor se aproximam do conceito filosófico é wabi, simplicidade e sabi, beleza.

A cultura moderna e pós-moderna, busca a perfeição estética em tudo, o imperfeito, torna-se alvo de críticas e desprestígio.

No entanto, não existe a tal perfeição, ela é uma idealidade fora da realidade e, na maioria das vezes, só traz tristeza e sofrimento.

As coisas como elas são

flor com pétala imperfeita

Wabi-Sabi tem fortes raízes no budismo zen, é possível que seja a expressão artística mais próxima da realidade da vida.

Aceitar a transitoriedade e impermanência das coisas, ver as coisas como elas realmente são e não como se imagina.

Celebrar a vida

casal feliz

A filosofia wabi-sabi convida todos a celebrar a vida, tal qual ela é, apreciar os momentos como eles são.

É colocar o foco no presente momento, desconsiderando projeções mentais feitas no passado ou para o futuro.

Aprenda como incorporar o wabi-sabi no seu dia-a-dia e ver as belezas escondidas bem em frente de seus olhos.

Abandone a perfeição

estátua do Buddha

Como foi dito acima, perfeição é uma idealidade fora da realidade. No mundo concreto, não existe nada perfeito, acreditar nisso é como um cachorro correndo atrás do próprio rabo.

No dia-a-dia, nada sai exatamente como se planeja, mesmo dando o melhor de si, tudo pode ser aprimorado.

No Japão, a filosofia de melhora contínua chama-se Kaizen, desenvolvida por Masaaki Imai.

Se a atividade foi incompleta, está imperfeita, ela é bela do jeito que é, foi o que pôde ser feito no momento, dê valor e aprecie, o que foi feito é real.

Wabi-sabi nos relacionamentos

Tudo está em constante mudança, desde plantas até pessoas, é um processo permanente da vida.

Evite criar expectativas e suposições sobre os outros, aceitar que todas as pessoas têm virtudes e defeitos é a base para um relacionamento saudável.

Para melhor ilustrar a questão, é como uma rosa, amá-la por sua beleza é fácil, porém, poucos aceitam seus espinhos.

Aproveite o momento com as pessoas pelo que elas realmente são e não pelo que se idealiza dela.

Dentro de casa

Wabi-sabi é uma expressão artística que celebra a beleza nas coisas rústicas e imperfeitas, um bom exemplo é o Ikebana e cerâmicas artesanais.

Ao invés de decorações já prontas, busque escolher as coisas artesanais, feitas por você, amigos, familiares ou artesãos.

Todo processo artesanal é único e contém sua própria história, significado e energia. Apreciar algo apenas por sua aparência física é como uma paixão, um fenômeno efêmero, contempla somente o exterior e desconsidera seu interior e história.

Não há necessidade de utilizar materiais caros, para fazer seu próprio artesanato, quanto as cores, use tons que harmonizem o ambiente, como verde, marrom e cores rústicas.

No trabalho

No mundo profissional, é comum que cada um esteja imerso em suas atividades, isso tende ao isolamento e relações frias das pessoas, cada um dentro de seu próprio cubículo.

Uma dica valiosa para melhorar as relações profissionais e bem-estar no ambiente de trabalho, é visualizar o quadro como um todo, como o processo de cada um contribui para o resultado do que a empresa oferece.

Se você for capaz de perceber os processos transitórios, ajudará a afastar frustrações e irritações desnecessárias do seu dia-a-dia, valorizar mais as pessoas e o trabalho que elas realizam.

Comentários

Share via