Ocean Spiral: já pensou em viver em uma cidade submersa?

Diferente do que se imaginou no século passado em relação ao futuro, o futuro japonês não está no céu, mas possivelmente no mar. A construtura japonesa Shimizu Corp anunciou em 2014 que pretende construir uma cidade submarina até 2030, a Ocean Spiral.

Ocean Spiral

Ocean Spiral projeto
Créditos: Shimz

O projeto Ocean Spiral espera explorar todas as possibilidades que a vida marinha pode oferecer. Além de ter uma resposta pronta para a realidade das mudanças climáticas e aumento do nível do mar.

O design da Ocean Spiral é divida em três partes, uma esfera flutuante com 500 metros na superfície do mar e terá áreas comerciais, hotéis e acomodações para os residentes.

Ocean spiral design
Créditos: Shimz

A esfera é conectada a uma espiral de 15 km de diâmetro que ligará a outra até o fundo do oceano, cerca de três a quatro km da superfície do mar.

No fundo do oceano ficará a fábrica de terra, lá os cientistas explorarão formas de obter energia. Uma das formas descritas é utilizar micro-organismos para produzir metano a partir de dióxido de carbono.

A cidade terá o processo de dessalinização da água marinha para o consumo humano e também utilizará as diferentes temperaturas do oceano para gerar energia extra.

Shimizu Corp

A Shimizu Corp é famosa por realizar projetos complexos e grandiosos. O projeto Ocean Spiral terá um custo de 26 bilhões de dólares. A expectativa é que o governo e outras empresas privadas apoiem e financiem o projeto.

Hideo Imamura, porta-voz da Shimizu Corp afirmou em entrevista: “Seria ótimo se as instituições de pesquisa e o governo se interessassem pelo nosso projeto.”

Leia também:

E continuou: ”Este é um objetivo real, não é um sonho. O personagem de desenho Astro Boy tinha um telefone celular muitos antes de serem realmente inventados – da mesma forma, a tecnologia e o know-how que precisamos estará disponível.”

Com as mudanças climáticas que o mundo enfrenta nesse século, uma cidade submersa pode ser uma solução importante para um país que vive constantemente com catástrofes naturais.

“Este é apenas o modelo da nossa empresa, mas estamos apontando para desenvolver a tecnologia que nos permitirá construir um espaço de vida subaquático”, afirmou Imamura.

E você? Teria coragem de morar no fundo do mar? Não deixe de comentar.

Comentários

Share via