No dia 23 de novembro é comemorado o feriado de Ação de Graças no Japão. Antes da segunda guerra mundial, era celebrado o Niinamesai.

Niinamesai

Niinamesai é o ritual shintô mais difícil que o imperador realiza. Durante o ritual, o imperador ora aos deuses pela felicidade e bem-estar da nação.

No final da segunda guerra, os EUA ocupou o Japão, nesse período, o general estadunidense Douglas MacArthur aboliu todos os feriados shintô no país.

Em 1948 entrou em vigor uma lei que oficialmente apagou o Niinamesai do calendário japonês. Até hoje muitos japoneses não conhecem ou não sabem o que é o Niinamesai.

O ritual foi banido do país, mas o imperador pôde continuar realizando o ritual dentro do palácio imperial.

Ritos da noite e do amanhecer

Às 18:00 do dia 23 de novembro o imperador vestido com gosaifuku (uma pesada vestimenta cerimonial de seda branca utilizada apenas para o Niinamesai) caminha do hall do Ryokiden ao Shinkaden no palácio imperial, local designado ao ritual.

O trajeto percorrido é um corredor iluminado com tochas, há uma procissão solene acompanhando o imperador até o Shinkaden.

Apenas dois servos acompanham o imperador durante o ritual, ao avistá-lo, eles se curvam em adoração. Vale lembrar que antes do fim da segunda guerra, os imperadores eram considerados kami.

Durante a cerimônia o imperador oferece arroz de todas as partes do Japão, sake e milho recém colhido a Amaterasu, a deusa do Sol.

Após a oferta o imperador lê o Otsugebumi. Uma oração por generosa recompensa em grãos e felicidade para a nação e para o povo.

Em um ato chamado Naori o imperador come parte do que foi oferecido a Amaterasu. Em seguida o príncipe herdeiro é convocado para caminhar do Ryokiden ao Shinkaden para orar junto ao pai.

Depois da oração o imperador e seu sucessor saem juntos do Shinkaden às 20:00. Das 23:00 às 01:00 do dia 24 de novembro acontece o ritual do amanhecer com as mesmas características.

Leia também:

Dificuldades

Observando o ritual parecer ser algo simples, porém, durante o mês de novembro as temperaturas podem chagar a -10º C e a vestimenta, o Shikaden não possui sistema de aquecimento.

O frio gera um grande estresse psicológico aos presentes e em especial ao próprio imperador Akihito. São quatro horas em condições complicadas para quem tem 84 anos.

Isso não diminui a determinação do imperador em cumprir com seu dever para com a nação em dar o melhor de si em benefício da população japonesa.

Durante o Niinamesai a expressão do imperador difere muito das visitas e eventos que ocorrem durante o ano, uma expressão séria, forte e determinada, transmite o sentimento de nação.

Último Niinamesai

É notável que aos 84 anos o imperador Akihito ainda realize esse ritual tão exigente, o imperador Showa abdicou do ritual amanhecer aos 69 e da noite aos 70.

Como o imperador aguarda para abdicar ao trono na primavera de 2019, em 2018 será o último Niinamesai do Imperador Akihito.

Curta nossa página no Facebook
(Não aperte o botão se você já curtiu)

Comentários

comentários