Por que praticamente tudo no Japão é kawaii?

Por que praticamente tudo no Japão é kawaii?

Quem já foi ao Japão não pode deixar de reparar, praticamente tudo possui um pé na estética kawaii. Desde roupas, brinquedos, utensílios, acessórios, placa de rua, etc.

Para quem não está acostumado chega a ser cansativo ver tanta variedade de produtos fofos e sorridentes.

Tudo é Kawaii

A cultura pop Kawaii é rentável, as empresas japonesas desde a década de 70 compreenderam que era mais fácil vender um produto com aspectos fofos.

Ainda nesse período, as meninas desenhavam personagens de cabeça, olhos grandes e redondos com rostos dos famosos emojis.

Além disso, os animes e mangás ganharam espaço, coincidência ou não, na mesma época a personagem Hello Kitty surgiu, um marco da cultura pop kawaii.

A percepção do reflexo da cultura na sociedade japonesa é polarizada e gera discussões importantes. Ao observar a etimologia do termo kawaii encontra-se duas versões sobre seu surgimento:

Kawaii (可愛い) – palavra composta pelos kanjis aceitável (可) e amor (愛), uma tradução próxima seria algo aceitável de se amar e comumente utilizada para descrever algo fofo e bonito;

Kawo-hayu-shi (かほはゆし) – o termo original tem um sentido completamente diferente da sua nova forma, Kawo-hayu-shi significa rosto corado, o termo era utilizado para expressar o constrangimento, estranheza e autoconsciência que uma pessoa sentia.

Basicamente, o termo passou por uma reinterpretação e hoje quer dizer algo como “não dá para deixar de cuidar”.

Leia também

Hello Kitty faz parceria com Mulher Maravilha em produtos Sanrio no Japão

Aposentado Masao Gunji quebra recorde com a maior coleção de Hello Kitty

Internautas japoneses elegem os 10 personagens que melhor representam o Japão

Cuidados com a tendência

Críticos afirmam que a cultura kawaii é fofa na superfície e obscuro na fonte, em especial para as meninas. Toda cultura kawaii acaba recaindo nas mulheres.

Os adolescentes do sexo feminino tendem a voltar a um processo de infantilização e pode prejudicar na formação de sua vida adulta.

O apelo das roupas fofas, puras e inocentes reforçam esse apelo sexista da sociedade japonesa onde a mulher deve ser submissa, frágil, inocente e pura.

A estética e etiqueta kawaii no Japão é tão forte, que o trailer do filme Mulher Maravilha sofreu mudanças drásticas. Muitos japoneses ficaram chocados e isso gerou um debate.

Confira agora a versão original do trailler:

Kawaii vs Machismo

Uma pesquisa realizada pela The Economist em 2016 e publicada 2017 revelou que no ranking dos 29 melhores países para as mulheres trabalharem, o Japão ficou em 28º lugar.

De acordo com especialistas, a razão por trás da classificação tão negativa do Japão está relacionada a cultura kawaii no país. O sexismo presente reflete no mercado de trabalho.

 

Toda cultura gera aspectos positivos e negativos, concordam? O que acha da cultura kawaii?

Share via