O salário está curto? Em tempos de crise e altas taxas de desemprego, temos que ser criativos na hora de economizar dinheiro. O Kakeibo promete ser uma técnica japonesa eficiente para poupar.

Kakeibo

Essa técnica japonesa surgiu em 1904 pelo jornalista Motoko Hani através de seu livro best-seller Kakeibo: a arte de economizar. O método promete economizar até 35% do salário com atitudes simples.

Como funciona?

A chave é ter disciplina, todos os gastos, valores ganhos e quanto queremos economizar deve ser anotado. Dessa forma metódica, você não perderá o controle ao final do mês.

O princípio básico do kakeibo é refletir sobre as despesas com perguntas claras e objetivas, para isso, é necessário dividir os gastos em quatro grupos diferentes:

  • Sobrevivência – alimentação, transporte, luz, água, internet, aluguel e filhos se for o caso.
  • Opcional – comer fora (mesmo um café) e pequena compras dispensáveis.
  • Cultura – livros, revistas, filmes, cinema, show, teatro, exposições.
  • Extra – presentes, manutenções gerais e outros.

Sabendo exatamente o quanto está sendo gasto e para onde vai o dinheiro, você conseguirá responder as três perguntas do método japonês:

  1. Quanto você tem em dinheiro?
  2. Quanto você gostaria de guardar?
  3. Quanto você está gastando?
  4. Como pode otimizar as despesas?

Quanto mais honesto você for com sua realidade financeira, mais rápido será a eficácia do kakeibo na sua vida.

Organização

Com um caderno físico preenchido a mão é mais fácil de se concentrar e refletir sobre as economias pessoais. Usando os quatro grupos diferentes, você deixará definido um valor fixo para gastar nos itens opcional, cultura e extra.

Verbas definidas

Anotando como você gasta a verba destinada a cada um, terá um controle para que ele dure o mês todo. A dica é começar a economizar 35% do seu salário, já deixar reservado e administrar o restante para as demais despesas.

Anotações diárias

Não pode esquecer de anotar todos os gastos diários sem deixar para depois, dessa forma o trabalho será contínuo e organizado. Imagine, acumular todas as notas dos seus gastos para uma única data?

A quantidade pode assustar e causar ansiedade, além de ir ao contrário da filosofia do Kakeibo, que é ter controle.

Leia também

Milagroso método japonês para perder gordura abdominal: use uma simples toalha e exercite-se 15 minutos ao dia

4 hábitos japoneses para incorporar na sua vida agora mesmo

Em entrevista para o The Journal, Fumiko Chiba, autor da tradução do livro em inglês Kakeibo – The Japanese Art of Saving Money (ainda sem tradução para o português) conta um pouco sobre a prática.

Para ele, a importância da prática fazer parte do seu dia a dia e não algo esporádico revela seus hábitos de consumo, dessa forma, você tem mais chances de mudar e melhorar os maus hábitos.

Se sentar no começo do mês e definir metas reais é uma maneira eficaz de manter o foco e o controle do planejamento.

O método é um sucesso em todo Japão nos 114 anos de existência do kakeibo, pois, funciona. Até hoje é transmitida de geração para geração.

Trazer a gestão da vida financeira para o cotidiano elimina o medo que muitas pessoas sentem ao conferir o saldo bancário, em muitos casos, sem saber exatamente o que esperar.

O registro de gastos passados, presentes e futuros fornecem informações valiosas sobre onde você agiu bem conforme o planejamento e quando você não atingiu sua meta mensal.

São insights valiosos para refletir e melhorar os hábitos de consumo. Com certeza, é um método para testar e tentar economizar dinheiro em 2018.

Curta nossa página no Facebook
(Não aperte o botão se você já curtiu)

Comentários

comentários