“Taxa Sayonara”: Japão começará a cobrar taxa para quem sair do país

O governo do Japão começará a cobrar uma taxa de 1,000 ienes para quem sair do país, ou seja, tanto turistas, quanto cidadãos japoneses que viajam a trabalho serão enquadrados.

Além disso, a legislação já está no parlamento e a previsão é que a “taxa sayonara” seja cobrada a partir de janeiro de 2019.

“Taxa Sayonara”

A cobrança será feita quem for embora de avião ou navio, porém, crianças menores de dois anos de idade e pessoas que fiquem menos de 24 horas no país serão isentas.

Inicialmente e como resultado, a expectativa é que o governo arrecade 43 bilhões de ienes por ano. Ainda segundo a imprensa japonesa, o montante será usado para melhorar infraestrutura e serviços  voltados ao turismo no país.

Por exemplo, apenas em 2017, foram cerca de 28 milhões de turistas e a previsão seja que esse número aumente com as Olimpíadas de Tokyo 2020. Além disso, o esperado é que em 2030, o Japão receba cerca de 60 milhões de pessoas.

Leia também

Visto para yonsei será liberado em julho

Saiba o básico sobre Tax-Free Shopping no Japão

Japão procura estudantes voluntários para as Olimpíadas 2020

O Japão aos poucos consegue atrair mais turistas que caíram drasticamente, devido o desastre de Fukushima em 2011.

Atualmente, de acordo com a Organização Nacional de Turismo no Japão, a maioria dos turistas que chegam ao páis são de Singapura, seguidos de pessoas da China e Coreia do Sul.

A ‘taxa sayonara” não é novidade para quem já visitou os Estados Unidos, Austrália, Coreia do Sul, Alemanha, Tailândia e Singapura, que também cobram taxas semelhantes e variam de acordo com a legislação local.

O que vocês acharam da taxa sayonara? Deixe um comentário!

Fonte: CNN e Asahi Shimbun

Share via