YouTuber japonês viaja para a “floresta suicida” a fim de salvar pessoas e reacende um debate

Meses depois do escândalo de Logan Paul, um conhecido YouTuber japonês oferece abraços gratuitos em Aokigahara e afirma ter salvo uma vida.

Leia também:

YouTuber japonês

Há três meses atrás, o YouTuber americano Logan Paul fez um vídeo em Aokigahara, a “floresta suicida” do Japão. No filme polêmico, ele mostrava o corpo de um homem que havia cometido suicídio.

Agora, é a vez do YouTuber japonês Saito Taicho entrar em Aokigahara para fazer um vídeo. E mais uma vez, um YouTuber está provocando debate no Japão.

O vídeo

O vídeo é aberto com a seguinte declaração:

“Para ser sincero, tive um conflito entre enviar ou não este vídeo para o YouTube. Mas espero que isso ajude as pessoas que estão lidando com a dor e a tristeza todos os dias, e percebam que sua vida tem valor. E então, eu fiz o upload.”

O vídeo mostra Saito Taicho em frente ao ponto de ônibus de Fuketsu, onde ele cumprimenta a câmera com um caloroso “Olá a todos!”. Depois, diminui seu entusiasmo e diz “Hum, na verdade o vídeo de hoje não é nada tão hiper”. Ele prossegue explicando que, embora haja um restaurante de aparência alegre ao lado do ponto de ônibus, logo atrás dele está o início de uma trilha de caminhada que passa por Aokigahara. A floresta perto do Monte Fuji, onde numerosos suicidas optaram por acabar com suas vidas.

https://youtu.be/c0HVdZcKwRw

Em suas mãos, Saito Taicho segura um cartaz manuscrito (em inglês e coreano) oferecendo abraços gratuitos. Seu objetivo, ele diz, é esperar no ponto de ônibus. Caso encontre alguém que pareça perturbado entrando na floresta, conversar com ele. E assim, ajudá-lo a reconsiderar uma escolha.

O YouTuber diz que sua inspiração veio das placas colocadas nas trilhas de Aokigahara. Nelas, estão mensagens lembrando que não importa quão profunda seja a tristeza, a vida humana é algo a ser valorizado.

“Eu não estou fazendo isso como uma piada”, diz Saito Taicho, parado no ponto de ônibus. Depois de aproximadamente duas horas e meia no ponto de ônibus, um homem jovem desce do ônibus. Sem mochila e sem roupas de caminhada. Ele caminha lentamente em direção à entrada da trilha e se dirige para a floresta.

Saito Taicho e seu cinegrafista o seguem. Após 25 minutos, o homem para em uma parte separada da trilha. Depois de algum tempo olhando para a floresta, ele sai do caminho e vai para a floresta, que é quando Saito Taicho o chama.

O diálogo

O YouTuber pergunta ao rapaz (imagem ocultada) “O que você veio fazer aqui?”. Ele responde: “Bem, eu, hum …”. Depois de cinco minutos de silêncio a conversa é retomada.

Saito diz “Quando eu vi você saindo do ônibus, o olhar que você tinha em seu rosto…”. e continua, “Bem, pode ser apenas um mal-entendido da minha parte. Mas, este é um lugar onde muitas pessoas vêm acabar com suas vidas, cometer suicídio…

“Sim … é”, o homem responde.

Saito pergunta, “Você veio aqui porque você está passando por um momento difícil. Ou, muitos problemas em sua vida ultimamente?”. a conversa continua e ele descobre que o homem foi demitido de seu trabalho, e está cheio de dívidas.

Tentando manter um diálogo, Saito diz ao homem que ele também passou por um período sombrio, em um emprego onde ele era fisicamente e mentalmente abusado. Isso, antes dele encontrar a felicidade em seu estilo de vida atual.

Depois de um pedido final para o homem não jogar sua vida fora, Saito Taicho faz uma proposta ao homem: “Vou levá-lo de volta ao ponto de ônibus. Então, por hoje, vamos para casa.”

O homem responde “OK” e os dois compartilham um abraço, antes de voltarem ao ponto. Por fim, o homem pega um ônibus e Saito Taicho acena enquanto se afasta.

As reações e debates

O vídeo provocou opiniões diversas. Alguns comentaristas disseram que Saito Taicho queria fazer um espetáculo à parte. Fora da questão do suicídio em Aokigahara.

“Tudo o que vejo aqui é uma manobra do YouTuber para chamar a atenção.”
“Existe algum motivo para colocar isso no YouTube?”
“Acho que a coisa toda foi encenada.”

Outros porém, viram uma tentativa honesta, e um sucesso, em salvar a vida de uma pessoa. Além de não verem problema em tentar espalhar a mensagem para um público mais amplo.

“Isso foi profundamente comovente.”
“Incrivelmente gentil. Eu o respeito por fazer isso, e espero que eu possa ser esse tipo de pessoa.”
“Mesmo se for para Aokigahara com o propósito de fazer um vídeo, não há nada errado com o que ele fez lá.”
“As pessoas podem debater tudo o que quiserem, sobre se ele deveria ou não ter feito o vídeo. Mas a verdade inegável é que ele impediu que aquele homem se matasse”.

O vídeo de Saito Taicho termina com outra mensagem na tela, desta vez dizendo:

“Para vocês que assistiram a isso e atualmente estão passando por uma dor emocional em sua vida, pensando “eu não aguento mais”. Eu sei que é difícil agora, mas algum dia, eu acredito que você será capaz de sentir a felicidade e conhecer muitas pessoas maravilhosas. A vida pode parecer difícil agora, mas pouco a pouco entra em seu próprio ritmo. Com o tempo você pode superar as coisas que estão te machucando”.

Coisas de YouTubers

Desde que postou seu vídeo de Aokigahara, Saito Taicho só postou um outro vídeo. Neste outro, ele faz abdominais enquanto está rodeado por 120 baratas. Então, não parece que ele está fazendo da prevenção do suicídio uma parte importante do seu canal.

Mesmo assim, entidades que estão levando sua missão Aokigahara ao pé da letra, apreciaram sua tentativa. E acreditam que você pode de fazer a diferença, não importa o quão pequena seja.

Então, se você ou alguém que você conhece estiver no Japão e tiver pensamentos suicidas, existem pessoas que podem ajudar. Clique aqui para mais informações.

Fontes: Yahoo! Japan News/J Cast News via Hachima KikoJinYouTube/斉藤タイチョー/ SoraNews24

Share via