Idosas estão cometendo crimes no Japão, saiba os motivos

Na prisão do Japão, um a cada cinco detentos é idoso, enquanto, nove entre cada dez são idosas nas alas femininas. O crime cometido em sua maioria é o de roubo de pequenos itens. Elas roubam pequenos objetos à vista para serem presas.

Infelizmente, a vida na prisão é considerada melhor do que em suas casas. Ainda segundo a reportagem, as detentas acabam desenvolvendo senso de comunidade que elas não teriam chances de experimentar na vida real.

Uma delas conta que gosta da vida da prisão, pois sempre tem pessoas e ela não se sente sozinha. Quando está solta, se sente nostálgica do ambiente da prisão. A maioria é reincidente, 35% cometeu o mesmo crime seis vezes em épocas diferentes.

Além disso, as idosas enfrentam a pobreza e não tem filhos para ajudar. As que tem família sofrem abusos ou não tem uma relação familiar de ajuda.

Em 2016, o parlamento japonês aprovou uma lei para dar suporte aos idosos que sejam reincidentes, porém, com ajuda e recursos eles não conseguem resolver o problema maior, que é a solidão.

Leia também

Saiba como é a prisão no Japão

18 leis estranhas do Japão

Realidades e motivações

Uma idosa de 89 anos conta que chegou a roubar morangos, remédio para gripe e arroz. Ela tem filha e netos, mas relata que gastou todas as suas economias com o genro violento e abusivo.

Outra detenta idosa de 67 anos desenvolveu cleptomania e acha divertido roubar. Seu marido é compreensivo, suas filhas ficaram bravas e seus netos pensam que a avó está no hospital.

Uma mulher de 80 anos tinha dinheiro na carteira quando resolveu roubar de uma loja, pois não queria voltar para casa. A realidade era dura com um marido doente sofrendo de demência e paranoia. Sem reclamar por vergonha e sentindo o peso da idade, ela decidiu que viver na prisão é melhor do que em sua casa.

Com 80 anos de idade e se sentindo terrivelmente sozinha, outra detenta conta que seu marido costumava lhe dar dinheiro e por isso não precisou trabalhar. Muitos a viam sortuda e apesar de não ter preocupações econômicas, não ter ninguém acabou sendo devastador. Por isso, aprecia seu trabalho na prisão e a convivência com outras idosas da prisão.

Esse problema social do Japão é bem complexo, assim como acontece em outras áreas, se você se interessa pelo assunto, já fizemos um artigo detalhando como os idosos vivem no Japão e suas realidades, leia também: Morte solitária: a dura realidade dos idosos no Japão

Créditos imagem principal: Bloomberg

Fonte: Reportagem Bloomberg/Shiho Fukada

Share via