Otoshidama: regras e dicas dessa tradição japonesa

Na cultura japonesa é muito comum dar envelopes com certas quantias em datas especiais, desde casamentos, aniversários, enterros, em fases de transição escolar, para pais e mães de primeira viagem e mais.

Cada evento tem suas características e um valor estipulado que podem depender da proximidade e intimidade também.

Aliás, já falamos aqui sobre as regras de etiqueta mais comuns e como escolher o envelope certo, se não viu.

Leia também

Envelopes com dinheiro: uma questão de costume e etiqueta

Hoje, vamos conhecer melhor o otoshidama, comum na tradição do ano novo japonês. Confira.

Otoshidama

O otoshidama é dado pelos adultos a crianças da família no dia 01 de janeiro. Geralmente o presente é dado entre os familiares, de pais para filhos ou de avós para netos no almoço tradicional do ano novo.

Como todo costume, ele é cheio de regras de etiqueta envolvendo escolha de envelopes, quantias e como se comportar.

Primeiro, um senior deve dar o otoshidama para uma criança da família. Portanto, se decidir presentear o filho de um chefe, por exemplo, pode parecer rude, pois tradicionalmente seria considerado que você presenteou o adulto e não a criança.

Nesse caso, é adequado dar presentes, como brinquedos ou livros sem problema algum. Quando for dar o envelope para crianças da família, ele deve ser dado na frentes dos pais. Eles decidirão se a criança poderá gastar o dinheiro ou guardar.

A criança deve receber o envelope com as duas mãos e agradecer apropriadamente também. A quantia irá variar de acordo com a idade.

Menos de seis anos

Para crianças da família com menos de seis anos de idade, recomenda-se dar 500 ienes a 1,000 ienes. A quantia irá depender do orçamento e da quantidade de crianças.

De seis a nove anos

As crianças já estarão na escola elementar e é nessa idade que o valor fica mais alto. A partir de 1,000 ienes a 3,000 ienes.

Nove a doze anos

A partir da quarta série, as crianças poderão receber mais dinheiro e a média mínima pode ficar em 3,000 ienes. Dar mais pode ser rude, já que essa quantia é considera adequada para essa faixa etária.

Leia também

Moradora de cidade japonesa prestes a desaparecer chama atenção com seus bonecos 

Conheça a linda amizade entre a Obachan Misao e seu gato Fukumaru no Japão 

Você conhece todas as classes guerreiras do Japão feudal? 

Doze a quinze anos

A partir dos doze anos, a criança entra no ensino médio e o valor salta para 5,000 ienes. 

Quinze aos dezoito anos

Além da transição ser importante para o ensino médio, o otoshidama pode ser mais generoso e valores entre 5,000 a 10,000 ienes são bem aceitos. Ness fase, os japoneses são considerados mais responsáveis e poderão lidar com essa quantia de maneira mais proveitosa.

Lembrando que o otoshidama não é obrigatório e o valor deve caber no orçamento de cada família. 

Gostou do artigo? Inscreva-se em nossa newsletter.

Comentários

Share via