fbpx

Yamato Nedeshiko: por qual motivo as japonesas escondem o sorriso?

Hábitos e costumes são características que marcam uma sociedade. No Japão, existe um hábito particular das mulheres carregado de encanto e mistério chamado Yamato Nadeshiko quando elas escondem o sorriso com objetos ou mãos.

Atualmente, a cultura pop japonesa transformou um conceito ancestral em um mangá chamado Yamato Nadeshiko Shichi Heng.

Além disso, muitas etiquetas e boas maneiras como cobrir a boca durante um sorriso partem desse conceito considerado ultrapassado e estressante para as mulheres.

Hoje em dia cobre-se a boca por questões estéticas, atrativas (os japoneses amam), para esconder alguma imperfeição dentária que cause constrangimento para a mulher e mau hálito, por exemplo.

Mas se você assistir a filmes históricos, peças de teatro tradicionais, observar as pinturas milenares, perceberá que até mesmo esse costume de cobrir a boca está presente ao longo da história do Japão. Porém, as razões eram diferentes.

Nadeshiko, as flores de uma nação

Flor Nadeshiko
Nadeshiko

A globalização e a ocidentalização do mundo trouxeram avanços incríveis para o mundo. Porém, também trouxe uma redução da história, cultura e tradições de todos os povos e nações.

Além disso, a velocidade da vida moderna e as distrações do entretenimento durante o ócio criativo limitam uma reflexão profunda sobre os efeitos da ruptura cultural criada últimos 74 anos.

Para compreender os conceitos por trás das palavras é necessário lembrar que o sistema de escrita japonesa é um dos mais complexos e subjetivos do mundo.

Leia também

Por qual motivo os dentes yaeba são tão populares no Japão

Ohaguro: por que as japonesas pintavam os dentes de preto

Por que os japoneses não falam ao celular no transporte público

Yamato é uma palavra que se refere a etnia nipônica. Já a palavra Nadeshiko é o nome de uma flor pequena e delicada, mas que se destaca por sua beleza.

Essa flor possui todos os aspectos e características que os intelectuais, nobres e aristocratas do Japão consideravam ideais para a mulher japonesa. Conheça as principais.

-Feminina;
-Pura e devota ao marido;
-Ela sempre respeita e acata as decisões de seu marido. Mesmo que ela não ache certo, mas ao mesmo tempo age de maneira sábia, humilde e indireta para influenciar ao caminho correto;
-Tem um aspecto frágil, gentil e delicado aos olhos da sociedade e ainda cumpre o dever de cuidar da casa, criar os filhos e se manter inabalável.

Se atualmente essas características são muito estressantes para as mulheres japonesas e machistas para uma sociedade moderna, nem sempre foi assim.

Yamato Nedeshiko

É perfeitamente natural que muitas mulheres japonesas acreditem que esse conceito seja ultrapassado e não deva mais fazer parte da cultura do país.

Afinal, as gerações que nasceram no pós segunda guerra mundial não viveram a história da mesma forma que os centenários do Japão.

Força da mulher

O Japão é um país em conflito desde sua fundação. Até o final de segunda guerra mundial em 1945, o papel da mulher no país foi fundamental para a manutenção e até mesmo a proteção da sociedade japonesa.

Além disso, embora os problemas das sociedades patriarcais sejam evidentes até os dias de hoje, cada momento histórico está condicionado à consciência coletiva de seu tempo.

Ainda que as mulheres fossem submissas aos seus maridos no passado, suas obrigações estavam longe de apenas agradar aos homens.

Durante o período Muromachi, tropas inteiras formadas por mulheres ocupavam os campos de batalha ao lado dos homens.

Já durante o período Edo e a relativa pacificação do país, as onna bugeishas (mulheres guerreiras) voltaram para o lar e suas vilas.

Mas com o país em constantes conflitos externos, a segurança das vilas e de seus aldeões era de responsabilidade das mulheres durante as expedições militares.

Até mesmo o hábito de cobrir o sorriso era utilizado para ocultar os sentimentos e não revelar o que a mente podia estar pensado.

Não à toa que o governo japonês, sabendo da força e resiliência histórica da mulher japonesa, utilizou o conceito Yamato Nedeshiko em propagandas por todo o país.

Assim como um bambu, as flores da nação suportam todas as dores da pobreza e as dificuldades de um país em guerra.

Além disso, toda Yamato Nedeshiko está disposta e preparada para dar sua vida lutando pelo bem de seus filhos e do Japão.

Esse conceito pode não mais fazer sentido para o século XXI, mas isso não altera em nada a sua beleza.

Gostou do artigo? Não deixe de se inscrever em nossa newsletter ou receber nossos artigos pelo messenger.

Comentários

Share via