Pesquisa no Japão revela dados preocupantes sobre declínio populacional

O declínio populacional do Japão é um dos maiores problemas sociais e econômicos que o país enfrenta no século XXI. Aliás, aqui no Coisas do Japão, já dedicamos alguns artigos abordando o tema.

Porém, estudos de 2015 por pesquisadores da Universidade de Tokyo em parceria com o Karolinska Institute revelaram dados impressionantes.

A pesquisa se tornou um artigo no jornal médico BMC Public Heath do Reino Unido e também foi publicado no Japan Times em 2019.

Conduzido pelo NIPSSR (National Institute of Population and Social Security Research), homens e mulheres japoneses de 18 a 39 anos de idade responderam a um questionário sobre suas vidas sexuais. As pessoas entrevistadas foram selecionadas de forma aleatória.

Pessoa dormindo sozinha

Parcela ainda é virgem

Praticamente um quarto dos entrevistados nunca tiveram relações sexuais ao longo de suas vidas. De acordo com os dados levantados, 25,8% dos homens entre 18 e 39 anos de idade não possuíam experiência sexual. Já as mulheres representaram 24,6%.

Vontade de ter família

Embora um quarto da população japonesa na faixa etária entre 18 aos 39 anos fossem virgens, não significa que eles não tinham vontades.

Entre os adultos de 25 a 39 anos sem experiência sexual, 80% ainda pretendiam casar e formar uma família no futuro.

Barreiras

Mesmo sem possuir respostas mais precisas, os pesquisadores acreditavam que a inexperiência sexual desses japoneses era involuntária.

Além disso, uma pesquisa anterior realizada em 2010 pelo mesmo grupo da pesquisa de 2015 revelou que os fatores sociais e econômicos eram uma barreira.

Na ocasião, homens japoneses entre 25 e 39 anos estavam desempregados, em trabalhos temporários ou de meio período.

Já os homens que recebiam acima dos 3 milhões de ienes por ano tinham uma vida íntima mais ativa.

Apesar do trabalho realizado ao longo do ano fiscal de 2015, os responsáveis concordaram que uma nova pesquisa será necessária para compreender o fenômeno.

Esses dados serão de extrema importância para um estudo mais detalhado sobre a saúde pública do país. Além de poder entender as implicações demográficas geradas por uma alta parcela da população adulta que não faz sexo.

Leia também

Japão sofre o 37° ano consecutivo de baixa taxa de natalidade e o povo japonês pode ser extinto 

Você sabe porquê existem tantas pessoas solteiras no Japão? 

Natalidade no Japão – quais são os motivos deste problema? 

Crescimento significativo

De acordo com o National Institute of Population and Social Security Research, em 1992 o número de homens na faixa etária entre 18 e 39 anos sem experiência era de 20%.

Em 23 anos a porcentagem masculina subiu em 5,8%. Já o aumento na população feminina do Japão em relação a 2010 é de 2,9%.

Considerando a faixa etária dos japoneses de 35 a 39 anos sem experiência sexual, o resultado de 2015 aponta que 9,5% dos homens e 8,9% das mulheres nunca tiveram um contato mais íntimo.

O Japão de 2065

Considerando os últimos dados sobre o comportamento sexual dos japoneses e da taxa de natalidade no Japão, as estimativas para o futuro não parecem ser promissoras.

Afinal, o Japão enfrenta um grave problema de envelhecimento de sua população também com consequências diretas na economia e mão de obra qualificada no país.

Dos 126,8 milhões de habitantes, mais de 35 milhões de japoneses tem 65 anos ou mais. Além disso, uma em cada cinco pessoas no Japão tem mais de 70 anos.

Portanto, se não houver uma mudança radical na sociedade, é estimado que a população do Japão caia dos atuais 126 milhões para 88 milhões em 2065.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Fontes: Japan Times e Forbes

Comentários

Share via