Japão estimulará contratação de pessoas com até 70 anos

O Japão passa por uma crise de mão de obra, falta de nascimento de crianças e envelhecimento da população. Com isso, medidas estão sendo elaboradas para tentar contornar os problemas.

Idosos no mercado de trabalho do Japão

Os novos planos do governo japonês segundo o Japan Today é incentivar as empresas a contratarem idosos com até 70 anos de idade.

Além disso, será preciso oferecer suporte para aposentados encontrarem novos empregos, lançarem suas próprias empresas ou trabalharem como freelancer.

O primeiro ministro Shinzo Abe afirmou ser preciso oferecer opções e condições favoráveis para usar a expertise de trabalhadores mais experientes.

Atualmente, as empresas japonesas aposentam seus funcionários quando completam 60 anos, mas os empregados são legalmente autorizados a trabalharem até os 65 anos e a companhia é obrigada a recontratar depois da aposentadoria.

Além disso, essa aposentadoria obrigatória já foi alvo de reclamações. Muitas empresas acabam recontratando os idosos como funcionários meio período e seus ganhos caem de 50 a 70%.

Leia também

Idosos na prisão: uma questão moderna e paradoxal da sociedade

Empresa oferece descontos funerários para motoristas idosos do Japão que desistirem de sua licença para dirigir

Japão irá aceitar cuidadores de idosos de outros países

No Japão, uma a cada três pessoas terá 65 anos ou mais até 2025, segundo dados oficiais do governo. Portanto, além de deixar o mercado de trabalho aberto para os idosos, outras medidas estão sendo elaboradas.

Até 2030, o déficit de mão de obra japonesa será de 6.44 milhões de trabalhadores. Por isso, o país também abriu novas oportunidades para trabalhadores estrangeiros qualificados e programas que facilitem a entrada de mulheres.

idosa no trabalho

Muitos idosos seguem trabalhando no Japão. Em 2017, o número era de 8.07 milhões com mais de 65 anos. Esses dados foram divulgados pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicações. Em uma pesquisa, 42% desejavam seguir trabalhando enquanto fossem capazes.

Gostou do artigo? Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via