Chuva em Kyushu: ordem de evacuação e riscos de deslizamento

A chuva em Kyushu está causando preocupações nas autoridades pouco mais de um ano depois da tragédia em Hiroshima, Okayama, Kurashiki, Hyogo.

Devido ao risco de deslizamentos, as autoridades pediram que os moradores saiam de suas casas. Desde a última sexta-feira (28/06/2019), chove em Kagoshima e Miyazaki com o dobro (1.000 mm) do previsto para a época.

Segundo comunicado oficial de policiais e do corpo de bombeiros, pelo menos quatro pessoas foram machucadas devido a fortes chuvas em Kagoshima.

Segundo o NHK, um carro capotou em Shibushi na última quarta-feira. Enquanto isso, 27 casas ficaram alagadas, uma foi completamente destruída e 10 tiveram danos.

Existem mais de 1 milhão de habitantes vivendo nas áreas de Kyushu. Além disso, as cidades que receberam ordem para sair de casa foram Kagoshima, Hioki, Osaki, Minamisatsuma, Aira, Taruzumi, Kanoya, Ichikikushikino e Kirishima.

Mapa meteorológica japonesa

Os avisos foram dados a moradores de Miyazaki e Kumamoto também. O primeiro ministro Shinzo Abe pediu que os cidadãos tomem medidas para se protegerem.

Segundo comunicado oficial da agência meteorológica, a chuva perseguirá na semana que vem. Em 2017, 200 pessoas morreram no Japão devido a fortes chuvas.

Leia também

Tsuyu: a temporada das chuvas de primavera, das ameixas e das ajisai

Teru Teru Bozu: o boneco que espanta a chuva

Enchentes no Japão: Tokyo e o maior sistema de escoamento do mundo

Na ocasião, dois milhões de pessoas foram evacuadas. Isso não acontecia desde 1982, segundo o Manichi Shimbun.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Share via